Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Coppa apreende lagostas vendidas em período irregular

A Companhia de Polícia de Proteção Ambiental (Coppa) fez três apreensões, hoje (24), de lagostas que eram comercializadas de forma ilegal, durante rondas ambientais. O período de defeso da lagosta, que começou no dia 1 de dezembro e vai té o dia 31 de maio, proíbe a pesca das espécies mais procuradas como a 'lagosta vermelha' e a 'cabo verde', segundo a Instrução Normativa IBAMA nº 206 de 14 de novembro de 2008, para proteger a época de sua reprodução. Os pescadores que desrespeitam a regra ficam sujeitos a multas por quilo do produto irregular, além de penas de até três anos de detenção.

Jailson Pereira da Cruz, 38 anos, e José Marcos Santos Guimarães, 43, foram flagrados com 25 unidades de lagosta à venda, conduzidos e apresentados na 9ª Delegacia Territorial (Boca do Rio). O material foi doado para a instituição Bell Machado, no bairro Boca do Rio.

Edson Coutinho dos Santos, 41 anos, também foi flagrado comercializando 40 unidades do crustáceo, na rua Silvino Pereira, no bairro Uruguai. Ele foi levado para a 3° DT (Bonfim) e afirmou que comprou no Mercado do Peixe para revender e não sabia da irregularidade da época. Desta vez, a doação foi feita ao Abrigo Dom Pedro II, bairro de Boa Viagem.

Outra apreensão foi feita no box 11 do Mercado do Peixe, em Água de Meninos. O proprietário do estabelecimento, Luiz Clasto dos Reis, também foi conduzido à 3ª Delegacia por expor 35 quilos de lagostas à venda. O material foi doado para a Casa de Apoio e Assistência ao Portador de Vírus HIV, localizada no bairro Monte Serrat.

Fonte: Ascom/Mariana Andrade

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑