Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 27 de maio de 2017

Gamboa Nova é ocupado por mulheres

O Projeto Diário Rosa propõe uma ocupação do Teatro Gamboa Nova por artistas mulheres, congregando durante o mês de junho teatro, performance, instalações de artes visuais, música, cinema, além de rodas de bate-papo. Tem como problema central o assédio e abuso sexual contra elas em suas diversas manifestações, desde as ‘pequenas’ violências cotidianas, até o abuso infantil e o estupro.

O espetáculo teatral, homônimo, é o eixo do projeto e foi a partir do seu processo de montagem que se articulou a rede de artistas e pesquisadoras das mais diversas linguagens que compõem a equipe, todas lançando seu olhar para as questões que são parte da vida diária das mulheres e, ainda assim, cotidianamente silenciadas.

O núcleo gestor e criativo do projeto é formado por Camila Guilera, Fernanda Beltrão, Fernanda Silva e Larissa Lacerda, todas atuantes como atrizes, diretoras, produtoras e arte-educadoras, além de pesquisadoras nas áreas das artes cênicas, educação e estudos de gênero.

ATIVIDADES

- O espetáculo inédito Diário Rosa tem caráter performativo e busca diversos níveis de interação com o público. Toma como ponto de partida o livro O Caderno Rosa de Lory Lambi, de Hilda Hilst, passando por fontes literárias e referências diversas, mas, centralmente, parte de relatos de experiência das artistas envolvidas e de outras mulheres. Com esse objetivo, criou-se uma plataforma de internet para o recolhimento de relatos e de diálogo virtual. O espetáculo tem direção de Larissa Lacerda e, no elenco Camila Guilera, Fernanda Beltrão e Fernanda Silva.

- A performance/instalação Carta Branca, criação da artista visual Yasmin Nogueira, toma as mãos como ponto de partida: o toque indesejado, insistente, corriqueiro. Mãos que se fazem presentes nas nossas narrativas autobiográficas. Histórias se fundem e, mais do que a sensação de nos calar, nos negamos mesmo a ver, pela necessidade de continuar a conviver com histórias marcadas à ferro na memória. Será ao vivo no dia 01 de junho, às 19h, em frente ao Teatro Gamboa Nova.

- A instalação Meu Assédio Diário parte da estratégia de fotografar os assediadores, sempre que possível, como uma reação às cantadas de rua, aos fiu-fius etc. A proposta é inspirada na performance da artista Laurie Anderson (1973), Fully Automated Nikon (Nikon Automática – Objeto/Objeção/Objetividade), que era composta por fotografias dos assediadores no momento mais imediato ao assédio. Fica em cartaz de 01 a 11 de junho, gratuitamente na Galeria Jayme Fygura, das 16h às 20h (qua a Sab) e 15h às 17h (dom).

- Sessão de exibição de filmes seguidos por rodas de bate-papo – Exibição de curtas selecionados da Mostra Lugar de Mulher é no Cinema, coordenada por Lilih Curi, Hilda Lopes Pontes e Moara Rocha, que reúne filmes dirigidos por mulheres e/ou com mulheres como protagonistas. Após cada sessão, convidadas serão chamadas para discutir o tema do assédio a partir dos filmes exibidos, gerando rodas de bate-papos. A atividade é gratuita, sempre das 17h às 19h, dias 03, 08, 09 e 10 de junho.

- O show da banda Las Marditas encerrará a programação do projeto, dia 11, às 17h, no GamBoaMúsica Pôr do Sol. Las Marditas é uma banda feminina, composta pelas artistas Diana Ramos, Larissa Lacerda, Marcela Bellas e Tali Avelino. Mulheres, brasileiras, tocadoras e “não-Amélias” fazem um som pop regional que já estreou com sucesso em diversas casas culturais de Salvador. Para o projeto Diário Rosa prometem um som especial, mostrando ainda mais a potencialidade feminina.

- Ficha Técnica

Coordenação geral – Camila Guilera, Fernanda Beltrão, Larissa Lacerda


- Ficha Técnica

Coordenação geral – Camila Guilera, Fernanda Beltrão, Larissa Lacerda

Coordenação técnica e artística – Larissa Lacerda

Performance e instalação ‘Carta Branca’ – Yasmin Nogueira

Design gráfico – Milena Coelho

Curadoria de curtas – Lilih Curi, Hilda Lopes Pontes e Moara Rocha

Assistentes de Produção – Ana Luisa Fidalgo, Íris Faria, Júlia Anastácia

Produção rodas de bate-papo – Milena Flick

Espetáculo Diário Rosa:

Criação - Camila Guilera, Fernanda Beltrão, Fernanda Silva, Larissa Lacerda

Trilha sonora - Kamile Levek

Consultoria literária – Lorena Grisi

Consultoria psicológica – Ana Luisa Fidalgo

Consultoria em cenografia e figurinos – Renata Cardoso

Iluminação e cenografia – Larissa Lacerda

Confecção de bonecas – Selma Guilera (Céu&Mar Arteirices)

Assistente de Cenários e Figurinos – Bia Roriz

LINKS www.projetodiariorosa.tumblr.com www.facebook.com/projetodiariorosa www.facebook.com/mostramulhernocinema/ www.facebook.com/Lasmardita/

Classificação etária geral: 16 anos

DATAS:

1. ESPETÁCULO DIÁRIO ROSA (R$ 20,00 e R$10,00 (meia))

01/06 , 20h - Estreia para convidados + 02 e 03/06 (20h –aberto ao público) + 04/06 (17h – aberto)

+ 07,08,09,10/06 (20h – aberto ao público)

2. INSTALAÇÃO “MEU ASSÉDIO DIÁRIO” (gratuito)

Exposição ficará aberta ao público do dia 1º ao dia 11/06. Ocupando a galeria Jayme Fygura.

PERFORMANCE / INSTALAÇÃO “CARTA BRANCA” (gratuito)

Performance ao vivo às 19h no dia da estreia (01). Na rua, em frente ao teatro

3. SESSÕES DE FILMES E BATE-PAPO (gratuito)

DIAS 03, sábado | 08, quinta | 09, sexta | 10, sábado. Sempre das 17 às 19h

4. SHOW “LAS MARDITAS” (R$ 20,00 e R$10,00 (meia)) - Domingo, dia 11, 17h

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑