Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 13 de junho de 2017

Advogada acusada de injúria racial nega crime

A advogada Eduarda Mercês Gomes, indiciada por injúria racial, durante uma confusão dentro de uma loja de conveniência de um posto de combustíveis na Barra, no último domingo (11).

Acusada por ter chamado um funcionário da loja de “preto safado”, e autuada por desacato a um policial, a advogada disse em coletiva de imprensa realizada nesta terça (13), que policiais "estavam instruindo" o rapaz que supostamente foi ofendido por ela.

Um vídeo mostra o momento que a advogada Eduarda Mercês Gomes é abordada pela Polícia Militar no posto de gasolina na Barra, no domingo (11). Ela foi detida por volta das 21h30, na Rua Miguel Burnier. Segundo a Polícia Militar.

Um vídeo que circula na internet mostra a mulher sendo abordada pelos policiais de maneira agressiva. No chão, ela recebe um chute e é algemada. Um dos policiais ainda empurra um homem que tenta se aproximar. As pessoas que presenciam a cena, muitas filmando, vaiam a ação da PM. "Tira o pé da barriga dela", pede uma mulher. "Brutalidade", grita outro. Quando ela vai sendo retirada, alguém pergunta se não tem nenhum advogado no local para auxiliar. Ela então grita: "Eu sou advogada, p... Ele vai se lascar". 

OAB entrará com ação contra PMs que algemaram advogada na Barra

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑