Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 25 de julho de 2017

Banco de Olhos promove campanha para acabar com espera por córnea

Com o objetivo de acabar com a espera de pacientes que precisam de córnea no estado, o Banco de Olhos da Bahia – entidade pública que, há mais de dez anos, funciona no andar térreo do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) – iniciou a campanha ‘Rumo à Fila Zero de Córnea’. Desde o lançamento da ação, no fim de abril, a média mensal de doações aumentou 60% e, em junho deste ano, foram realizados 76 transplantes – 100% a mais em relação ao mês de junho de 2016.

A ação, como explica a oftalmologista Márcia Feitosa de Souza, coordenadora do Banco de Olhos da Bahia, conta com a realização programática e continuada de atividades educativas na rede hospitalar, inclusive no interior do estado, para conscientização dos profissionais de saúde quanto à notificação de óbitos viáveis para doação de córnea. "Além do apoio voluntário de artistas por meio de vídeos veiculados nas redes sociais para informar à sociedade sobre a importância da doação de córneas”, acrescenta. Até o momento, já participaram os cantores Katê (madrinha da campanha), Adelmo Casé e Felipe Pezzoni (Banda Eva), os integrantes das bandas Batifun e Pra Casar e os apresentadores José Medrado e Tarsilla Alvarindo.

O Banco de Olhos da Bahia, em Salvador, é o responsável por receber as doações de córneas autorizadas por familiares de doadores falecidos. As córneas doadas, vindas de todo o estado, são processadas e armazenadas no local até que a Central de Transplantes do Estado da Bahia autorize a liberação para pacientes inscritos na lista única de transplante.

“Em 2016, tivemos 332 doadores de córnea na Bahia e, atualmente, estão inscritos 1030 pacientes que aguardam por uma córnea. Zerar a fila é um ganho imensurável para a sociedade, pois os problemas na córnea com indicação de transplante geralmente acometem o indivíduo na sua fase produtiva. Isso significa que, muitas vezes, ele fica impedido de realizar suas atividades laborais. São pessoas que têm suas vidas interrompidas e o transplante de córnea é a única forma de tratamento”, lembra Márcia de Souza.

Cronograma

A equipe do Banco de Olhos da Bahia estará em Jequié nos dias 27 e 28 para mais um Encontro de Unidades Notificantes de Possíveis Doadores de Córnea. Neste mês, foram realizados encontros no Hospital Ernesto Simões Filho, no Hospital do Subúrbio e no Hospital Calixto Midlej Filho (Itabuna), onde aconteceram o Curso de Entrevista Familiar para Doação de Córneas e o Curso para Formação de Captadores de Tecido Ocular Humano. A programação até o fim do ano já está fechada, mas a campanha segue até dezembro de 2018.

Córneas

A córnea é a primeira lente dos olhos. É como o vidro de um relógio à frente da parte colorida dos olhos, que é a íris. É transparente por não possuir vasos sanguíneos. Na Bahia, cerca de 90% dos transplantes de córnea são realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Qualquer pessoa entre dois e 70 anos pode ser doador de córnea. Apenas a família pode autorizar a doação, que é feita em até seis horas após a parada do coração ou, se o corpo do doador for mantido refrigerado, em 12 horas. Mais informações podem ser obtidas no Disque-Transplantes, por meio do 0800 284 0444.

Fonte: Ascom/HGRS

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑