Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Blitzes de alcoolemia notificam 2,8 mil motoristas e deixam trânsito mais seguro

Número de mortes nas vias de Salvador cai 45% e operações de fiscalização ajudam em redução

A Transalvador já abordou, desde o início do ano, 22.124 condutores nas operações diárias de blitzes da Lei Seca, tendo sido notificado, por alcoolemia ao volante, 2.812 deles. Ao todo, 19 pessoas foram encaminhadas a delegacia por crime de trânsito, quando o teor alcoólico é mais alto que 0,3 miligrama de álcool por litro de ar alveolar, conforme estabelece o Código de Trânsito Brasileiro. Mais de 840 veículos foram removidos para o pátio e 2.634 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) ficaram retidas.

O resultado destas ações, segundo o superintendente de trânsito, Fabrízzio Muller, são vias mais seguras e com menor incidência de acidente. Em cinco anos, o número de acidentes com vítimas (feridos e mortos) teve uma redução de 36%, saindo de 6.827, em 2012, para 4.362, em 2016. O número de mortes no trânsito também acompanhou o ritmo, com queda de 45%. Em 2012, 247 pessoas morreram no tráfego de Salvador, enquanto em 2016, foram 137.

“A Lei Seca é uma das principais ferramentas que temos para a redução dos acidentes, sobretudo daqueles com maior gravidade”, afirma Fabrízzio Muller. Ele ressalta que, a partir da intensificação, é possível perceber uma mudança de comportamento na população. “Desde 2013, as blitzes passaram a ser diárias. É um processo educativo. Ainda há o desrespeito, mas hoje é possível notar uma mudança comportamental na utilização, por exemplo, de táxis e veículos alternativos por quem sai à noite e faz uso de bebida alcoólica”, opina.

Penalidades – Qualquer concentração de álcool no sangue sujeita o condutor a sofrer penalidades, que podem ser administrativas ou criminais. Ainda que o motorista se recuse a fazer o teste do bafômetro, é notificado por infração gravíssima e precisa pagar R$ 2.934,70. Além disso, ocorre a suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Quando a quantidade de álcool é superior a 0,3 miligrama por litro de ar alveolar, a infração é caracterizada como crime e a pena é detenção de seis meses a três anos, além das medidas administrativas, como multa de R$ 2.934,70 e suspensão da CNH ou proibição de se obter o direito de dirigir.  

Efeitos do álcool – A concentração de álcool no sangue varia de acordo com alguns fatores, como sexo, peso, idade e metabolismo. Levando-se em consideração uma pessoa do sexo masculino, com 75 quilos, por exemplo, é possível apresentar os seguintes efeitos do álcool por quantidade de copos de bebida no organismo:

– Até quatro copos de cerveja ou duas taças de vinho: o indivíduo tem a redução da capacidade de discernimento, leve sensação de euforia, aumento do ritmo cardíaco e respiratório, diminuição de vários centros nervosos e comportamento incoerente.

– De cinco a oito copos de cerveja ou de três a quatro taças de vinho: entorpecimento fisiológico de quase todos os sistemas, diminuição da atenção e da vigilância, reflexos mais lentos, redução da força e da capacidade de tomar decisões racionais.

– De nove a doze copos de cerveja ou de cinco a seis taças de vinho: problemas de equilíbrio e movimento, alteração de algumas funções visuais, fala arrastada e vômito.

Alerta - O professor de psiquiatria da Universidade Federal da Bahia William Dunninghan faz um alerta. “A ingestão excessiva de álcool provoca doenças em quase todos os órgãos do corpo. Em primeiro lugar no estômago, primeiro com a gastrite e, em seguida, pode evoluir para o câncer. Além disso, pode causar pancreatite aguda ou crônica e cirrose hepática”. O psiquiatra lembra ainda que a embriaguez em excesso também pode levar ao coma alcoólico e à morte.


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑