Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 4 de julho de 2017

Totens comemorativos da Independência ficam expostos até a volta dos caboclos

Sete dos oito totens comemorativos ao Dois de Julho ficarão expostos em pontos estratégicos até a noite da próxima quarta-feira (5). A ação coincide com o encerramento das celebrações da Independência do Brasil na Bahia, e o retorno dos carros emblemáticos conduzindo as imagens representativas do Caboclo e da Cabocla, no trajeto inverso da festa, entre os bairros do Campo Grande e da Lapinha. O oitavo elemento, localizado na Ladeira do pelourinho, foi removido nesta segunda-feira (3), por determinação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Medindo 2,40 metros de largura por 4,20 metros de altura, os símbolos foram estrategicamente mesclados à paisagem de locais históricos da cidade - e de grande representatividade para a celebração da Independência -, como o Largo da Lapinha, a Praça da Piedade, a Praça 2 de Julho (Campo Grande) e o Largo do Pelourinho, Soledade, Terreiro de Jesus, Boqueirão e Praça Municipal. Nos totens, além das imagens, o público pode conferir trechos da história e curiosidades de cada um dos momentos da luta contra o domínio português, ocorrida entre 19 de fevereiro de 1822 e 2 de julho de 1823 em diversos municípios da Região Metropolitana de Salvador.

"Há cinco anos realizando o Dois de Julho na Prefeitura, percebi que é cada vez menor a presença de jovens na festa. Isso acontece, em grande parte, devido ao desconhecimento destas pessoas acerca do ocorrido na luta pela independência da Bahia. Por conta disso, os totens são uma forma lúdica de mostrar detalhes desta importante data, de forma que todos possam apreciar mais a comemoração", afirma o presidente da Fundação Gregório de Matos (FGM), Fernando Guerreiro.

Agenda - Os festejos do Dois de Julho prosseguem nesta segunda-feira, com o grande Baile da Independência, no Campo Grande, entre 18h e 21h30, comandado pela Orquestra do Maestro Fred Dantas.

Na terça (4), o Espaço Cultural da Barroquinha recebe, a partir das 18h, a roda de conversa intitulada "Patrimônio É - 2 de Julho – Símbolos da Independência”. O evento será gratuito e terá como convidados a professora e escritora Antonietta Nunes, autora do livro “Salvador, a primeira capital do Brasil”; do cientista social e professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), Fábio Baldaia; do maestro Fred Dantas, um dos idealizadores do Encontro de Filarmônicas do 2 de Julho; e Tata Anselmo Santos, do Terreiro Mokambo, localizado no bairro do Trobogy.

Patrimônio - O projeto "Patrimônio É" faz parte do programa Salvador Memória Viva, de proteção e estímulo à preservação do patrimônio cultural da cidade, e acontece uma vez por mês, no Espaço Cultural da Barroquinha. O evento tem como principal proposta agregar valor simbólico e senso de pertencimento do povo de Salvador com a própria cidade.

Dos nove encontros previstos para 2017, três deles já foram realizados e discutiram os temas “Arte urbana: espaços em mutação”, “Arquitetura Modernista em Salvador” e “Samba Junino”. Quem participar de, pelo menos, 70% das rodas de conversa, terá direito a receber certificado ao final da programação.

Novidades - Para o próximo ano, uma das grandes novidades da Prefeitura para a festa será a criação de um memorial da Independência, uma espécie de museu audiovisual, que será implantado na Lapinha, no mesmo local onde, durante todo o ano, são guardadas as imagens dos caboclos. O projeto já está pronto e aguarda detalhes burocráticos para avançar.



0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑