Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Movimento contra vacinação cresce e doenças voltam a aparecer

Pediatra alerta sobre a importância das vacinas para uma vida saudável

A importância da aplicação das vacinas tem gerado grande repercussão nos últimos anos. Isso porque o número de pais que aderiram à campanha antivacina tem aumentado ao redor do mundo, causando grandes preocupações aos profissionais da área de saúde e fazendo com que doenças que já estavam praticamente erradicadas voltassem a aparecer. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), esse movimento tem feito com que doenças como sarampo, voltem a surgir na Europa, com cerca de 8 mil casos.

No Brasil, a porcentagem de imunização através das vacinas tem caído gradativamente. A aplicação da vacina contra o rotavírus humano, por exemplo, caiu de 95% em 2015 para 88%, em 2016. A Dra. Bruna Dourado, pediatra do Hapvida, explica a importância da vacinação. “A imunização salva milhões de vidas e é amplamente reconhecida como uma das intervenções globais em saúde de maior sucesso e mais economicamente viáveis. Quanto mais as pessoas são vacinadas, menor o risco de vírus e bactérias circulando pela população, ou seja, menos pessoas adoecem”, alerta a médica.

Com o intuito de prevenir doenças que, por muitas vezes, podem ser fatais, a imunização tradicional deve ser prioridade dos pais quando se trata da saúde de seus filhos. “As vacinas têm importância crucial. Elas permitem a imunização preventiva, o que elimina o risco de adoecimento e de complicações que podem levar à morte. No dia a dia, quando recebo pacientes, ainda recém nascidos, busco sempre orientar os pais do quanto é importante esse tipo de prevenção”, diz a pediatra, revelando ainda que, a maioria das vacinas protege as pessoas em quase 100%, salvo aquelas que o organismo não se adaptou ao tipo de vacina, não gerando o efeito imunológico adequado.

As vacinas ajudam o organismo a desenvolver anticorpos que combatem os microrganismos das doenças, garantindo a imunização, por isso, a maioria delas é indicada para ser tomada ainda na infância. Até os quatro anos de vida, o calendário de vacinação sugere 12 vacinas, com duas ou três doses de reforço. Em seguida, há um cronograma voltado para adolescentes, adultos e idosos, que devem seguir tomando as vacinas para prevenção de doenças, em cada etapa da vida.


Confira o Calendário Nacional de Vacinação 2017 do Ministério da Saúde:

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑