Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Cálcio, vitamina D e atividade física formam o trio essencial para manutenção de ossos saudáveis

A prevenção da osteoporose deve estar cada vez mais presente na rotina de cuidados com a saúde das brasileiras

Manter-se saudável e ativa ao longo da vida é o desejo de todas as mulheres. Porém, para que isso seja possível, a prevenção da osteoporose deve estar cada vez mais presente na rotina de cuidados com a saúde das brasileiras. Apesar de as pessoas terem consciência do impacto da doença na qualidade de vida durante a terceira idade, ainda desconhecem as formas de prevenção e quando começar a se prevenir.

Por se tratar de uma doença relacionada aos ossos, muitas pessoas acreditam que a
osteoporose deve ser uma preocupação apenas dos idosos. Porém, os cuidados devem começar cedo e perdurar por toda a vida, pois os riscos de desenvolver a doença podem ser consideravelmente reduzidos e os hábitos são determinantes quando o assunto é a constituição do esqueleto. Dessa forma, a atividade física, o cálcio e a vitamina D são fundamentais para a manutenção de ossos fortes e saudáveis.

A presidente da Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo (ABRASSO), Marise Lazaretti Castro, explica que exercícios de alto impacto e com carga são ideais para aumentar e preservar a massa óssea. “Por outro lado, o sedentarismo é muito ruim para a saúde corpórea. Então, caso não possa ou consiga praticar exercícios de impacto ou de musculação, as caminhadas diárias são alternativas fáceis, agradáveis e viáveis para contribuir com a resistência óssea”, orienta a endocrinologista.

A especialista ressalta que, tanto como aspecto de prevenção quanto para aquelas pessoas que já foram diagnosticadas com osteoporose, o exercício físico é fundamental para melhorar o equilíbrio, a força muscular e a agilidade. “A pressão feita pela carga de exercícios com impacto produz modificações importantes no metabolismo ósseo, resultando em um esqueleto mais forte e capaz de suportar as cargas e traumas do dia a dia sem se fraturar”, complementa Marise.   

Suplementação é recomendada para prevenção e tratamento
O cálcio tem a função de tornar a estrutura óssea mais resistente e sua ingestão tem recomendações específicas de acordo com a faixa etária. Entretanto, a vitamina D é fundamental para sua absorção no intestino e o exercício promove a fixação do mineral.

O sol é fundamental para a saúde e o funcionamento do corpo. Por meio dele o organismo obtém a vitamina D, que melhora a absorção do cálcio, fortalecendo os ossos, junto com a atividade física. A vitamina D é produzida na pele por meio da exposição solar (10 minutos ao dia, sem proteção nos braços e pernas) e precisa estar em níveis normais no sangue para que o cálcio dos alimentos seja absorvido, caso contrário apenas 10% do nutriente serão aproveitados.

O diretor médico para América Latina da Pfizer Consumer Healthcare, Luiz Henrique S. Fernandes, ressalta que, “como nem sempre é possível consumir a quantidade suficiente de produtos lácteos ou absorver tudo o que se consome, a suplementação de cálcio e vitamina D deve ser avaliada e pode ser recomendada para a prevenção e tratamento da osteoporose em muitos casos”.

Nesse contexto, Caltrate D é um grande aliado de quem não consegue consumir a quantidade de cálcio e vitamina D necessária apenas na alimentação e sol, trazendo em sua formulação, o complemento de Cálcio combinado a 100% da ingestão recomendação diária de vitamina D responsável por aumentar a absorção de cálcio no organismo, e contribuir para a desaceleração da perda do cálcio, mantendo os ossos saudáveis.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑