Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Chocolate baiano é promovido como produto turístico na França

Para atrair novos investimentos para a Bahia, o secretário do Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, representando o governador Rui Costa, participou do maior encontro de profissionais e fãs do chocolate do mundo, o Salon du Chocolat, que acontece em Paris, na França, até quarta-feira (1º). No local, ele se reuniu com empresários da indústria do chocolate e da área do turismo. 

O Salon, principal evento mundial do setor, tem a participação de 500 expositores da França e mais de 50 países. Na 23ª edição, o evento é realizado em uma área de 20 mil metros quadrados, no Porte de Versailles. A Bahia participa do Salon em dois espaços, em um estande onde acontecem reuniões de negócios com chocalatiers, empresários, e em outro estande com a apresentação de diversos produtores baianos.

Segundo o secretário da SDR, o governador Rui Costa determinou que o Estado seja uma alavanca e estimule os negócios relacionados ao cacau, em virtude da importância que o cacau tem para a economia baiana e brasileira. “O Salon abre perspectivas de negócios. A ideia é fomentar esse tipo de atividade para dar visibilidade ao que possuímos no nosso estado. Já temos mais de 30 marcas de chocolates e queremos solidificar e criar outras e fomentar essa atividade”, afirmou Rodrigues. 

Em busca de tecnologia e inovação, o governo vem realizando investimentos também por meio das secretarias de Desenvolvimento Econômico (SDE) e da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri). O coordenador do estande da Bahia, o produtor de cacau e chocolate Marco Lessa, destacou que os produtores buscam a utilização de mais tecnologia e divulgação. “A meta é tornar a Bahia referência internacional na produção de chocolates finos e o trabalho do governo do estado tem sido fundamental para o crescimento desse segmento”.

Chocolates da Bahia

A Fazenda Yrerê lançou, durante o Salão do Chocolate em Paris, uma nova linha chocolates e derivados do cacau (nibs e amêndoas caramelizadas), com seis produtos, chocolates 55% e 72%, em formatos de 80 e 30 gramas, e caixas de 200 gramas de amêndoas de cacau caramelizadas com açúcar demerara orgânico  e nibs de cacau. Os produtos são feitos com cacau colhidos na fazenda, elaborados no sistema cacau fino de pós colheita e fabricados da Bahia Cacau. A participação da fazenda Yrerê no Salão do Chocolate em Paris é resultado da parceria da Associação dos Produtores de Chocolates do Sul da Bahia (Chocosul) com a SDR e a Federação da Indústria do Estado da Bahia (Fieb).

O chocolate Terra Vista também marcou a presença da agricultura familiar no evento. O Assentamento Terra Vista, localizado no município de Arataca, no sul da Bahia, tem sido destaque na produção de cacau orgânico. Esse cultivo dá origem ao chocolate artesanal, confeccionado no próprio assentamento, com o intuito de aumentar a renda das famílias. Com a produção do cacau, os assentados confeccionam uma média de 150 kg de chocolate artesanal por mês, há pelo menos seis meses. O chocolate que tem 50% de cacau orgânico.

A presença do governo foi marcada também pela presença do subsecretário estadual do Turismo, Benedito Braga. Também estiveram presentes o presidente do Instituto Biofábrica de Cacau, Lanns Almeida, o representante da Assembleia Legislativa, presidente da Comissão de Agricultura, o deputado Eduardo Sales, o prefeito de Ilhéus, Mario Alexandre, representando os demais prefeitos da região cacaueira, e o secretário de agricultura de Ipiaú, Valnei Pestana.

Investimentos na Bahia

O Governo da Bahia vem realizando investimentos na cacauicultura. Em 2017, a SDR, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), disponibilizou um edital específico para investimento na cadeia da Fruticultura, pelo projeto Bahia Produtiva. Neste edital, a cadeia produtiva do cacau conta com investimentos de R$10 milhões, contemplando os territórios de identidade Litoral Sul, Baixo Sul e Médio Rio de Contas. Serão beneficiadas 32 entidades dos municípios de Aurelino Leal, Buerarema, Camamu, Floresta Azul, Gandu, Gongogi, Ibicaraí, Ibirapitanga, Ibirataia, Igrapiúna, Ilhéus, Ipiaú, Itabuna, Jequié, Jitaúna, Maraú, Presidente Tancredo Neves, Santa Luzia, Ubaitaba, Uma e Uruçuca.

No ranking mundial dos produtores de cacau, o Brasil está em sétimo lugar, atrás da Costa do Marfim, Gana, Camarões, Nigéria, Indonésia e Equador. Cerca de 60 mil agricultores se dedicam à cultura do cacau no país e a produção acontece em seis estados brasileiros. A Bahia é o estado que mais produz o fruto no país, sendo responsável por 70% da produção nacional.

Fonte: Ascom/SDR

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑