Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Tradições orais ganham vida na peça infantil Passaredo, Passarinholas

O universo lúdico dos pássaros e a tradição oral da cultura brasileira são os motes do espetáculo Passaredo, Passarinholas, que o grupo Vilavox estreia em Salvador no mês das crianças.

O espetáculo baiano reconta histórias de diferentes tradições orais, como a indígena e a afro-brasileira, a partir de elementos e brincadeiras populares. O espetáculo propõe que as crianças vivam as histórias a partir de suas narrativas, dando vida a três contos das tradições culturais brasileiras. 

O conto africano “O Pássaro-Escrivão” narra o surgimento do primeiro contador de histórias e de como as estórias ouvidas foram registradas para perpetuar os saberes tradicionais. Já “O Roubo do Fogo” é inspirado na tradição oral indígena e narra a conquista do fogo pelos homens. 


O terceiro conto encenado, “A Menina e o Pássaro Encantado”, foi escrito por Rubem Alves e representa a tradição literária brasileira no espetáculo. A história narra a amizade entre uma menina e seu pássaro revelando a importância do respeito e da liberdade.
  
As três histórias são alinhavadas por Diana Ramos numa dramaturgia sensível e lúdica acompanhada pela direção musical de Jarbas Bittencourt. No elenco atuam Diana Ramos, Fred Alvin e Márcia Limma. O espetáculo tem apoio do Instituto Rubem Alves e UKA – Casa dos Saberes Ancestrais.

Esta é a primeira temporada do espetáculo na cidade, após uma única apresentação durante o Festival Maré de Março. A peça estreou em Ibicoara, e passou por diferentes festivais do interior, como o Seiva, em Valença, e a I Mostra Caetité In Cena Teatral.

 Neste fim de semana, o espetáculo fica em cartaz no Teatro Xisto Bahia, nos Barris, com sessões às 11h nos dias 14 e 15 de outubro. Todas as apresentações têm ingressos a R$ 20 e R$ 10 (meia). 

No final do mês, a peça encerra a temporada na cidade no Teatro Sesc Senac Pelourinho, nos dias 21 e 28 de outubro, às 18h.  A classificação do espetáculo é livre para todas as idades.



Sinopse:

Com brinquedos e brincadeiras populares, o espetáculo aborda de forma lúdica a origem das coisas segundo diferentes ancestralidades e tradições orais. A peça é costurada pelos contos: O Roubo do Fogo, da tradição indígena, O Pássaro Escrivão, de domínio público africano, e A Menina e O Pássaro Encantado, de Rubem Alves, representando a literatura brasileira. Com Diana Ramos, Fred Alvin e Márcia Limma.


Serviço:
Teatro Xisto Bahia
Dias 14 e 15/10.
Horário: 11h.
Ingressos: R$ 20 e R$ 10.

Teatro Sesc Senac Pelourinho.
Dias 21 e 28/10.
Horário: 18h.
Ingressos: R$ 20 e R$ 10.

Ficha Técnica
Realização e Produção: Grupo Vilavox
Direção e adaptação/figurinos: Diana Ramos
Direção Musical e Músicas: Jarbas Bittencourt
Direção de Arte, Iluminação e Responsável Técnico: Fred Alvin
Elenco: Diana Ramos, Fred Alvin, Márcia Limma
Maquiagem: Márcia Limma
Operação de Luz: Patrícia Leitão
Operação de Som: Gabriel Carneiro/ Ivo Conceição

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑