Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Confira as atrações de cultura, lazer e gastronomia para o feriado

Para que cada minuto deste fim de semana prolongado seja aproveitado de forma plena, a Prefeitura apresenta uma série de atividades culturais e gastronômicas para garantir a diversão de soteropolitanos e turistas no período, aproveitando espaços públicos disponíveis na capital baiana, e que podem ser desfrutados por quem optou por não deixar a cidade.

Para os admiradores da música de raiz africana, de história brasileira e da boa gastronomia, as atrações do Pelourinho Dia & Noite agitarão as ruas do Centro Histórico. A melhor pedida então está nos desfiles de blocos de percussão, que ocorrem de quarta a sábado, às 17h, e aos domingos, a partir das 12h, pelas ruas do Pelourinho. Participam do projeto República dos Tambores os grupos Meninos da Rocinha do Pelô, Tambores e Cores, Kizumba e a Banda Didá.

Para os turistas bons de garfo, a dica é o Domingo Gastronômico, onde os visitantes poderão saborear os quitutes da culinária baiana. Os cardápios são criados a partir de receitas descritas no livro “Arte Culinária na Bahia”, de 1916, de Manoel Querino, e as refeições são harmonizadas com pequenas cenas de “dramaturgia gastronômica”, criadas por Aninha Franco, tendo Rita Assemany à frente da direção, nos restaurantes do Pelourinho e do Largo do São Francisco. O evento acontece aos domingos, a partir das 11h.

Simultaneamente, acontece a Feira de Artes e Encantos do Sagrado, no Montepio dos Artistas do Largo do São Francisco, com obras originais de artesãos baianos. E, ainda, apresentação do Grupo “Gente do Choro” no Tablado do Terreiro, das 15 às 17h.

Campo Grande - No domingo (5), a Praça Dois de Julho, no Campo Grande, volta a receber a Feira de Arte e Antiguidades de Salvador. Reunindo brechós, lojas de raridades, móveis antigos, decoração retrô, discos raros, livros, santos esculpidos, entre outros, a feira completa um ano com muita vitalidade. No espaço, ainda serão expostos diversos objetos de coleção, como selos, moedas e quadrinhos, em um universo que mistura história, cultura, curiosidades e muita personalidade, sendo lugar ideal para quem gosta de garimpar aquele item diferente, inusitado ou vintage que sempre desejou encontrar.

A Feira de Arte e Antiguidades está na 6ª edição e acontece todo 1º domingo do mês, a partir das 9h. A feira pretende levar ao grande público uma opção de lazer que conquista todas as idades, com entrada gratuita durante o dia todo. Para comodidade do público, o local conta com espaço coberto, bar e estacionamento. Os interessados também podem conferir fotos, vídeos e detalhes da Feira no Instagram: @feiradearteeantiguidades e Facebook: Feira de Arte e Antiguidades de Salvador.

Barra - Na sexta-feira (3), o projeto Viver Barra volta a animar os soteropolitanos e turistas no bairro litorâneo. A ação promete momentos especiais ao longo desses meses que virão, e, para começar a nova temporada, foi planejada uma programação com muito forró pé-de-serra e música instrumental. Por volta das 18h, o “Bahia Brass” traz seu repertório e toda musicalidade para o público. O quinteto de metais formado por Helder Passinho Jr., Lucas Felipe, Orlando Afanador, Michele Girardi e Jamberê Cerqueira tem como proposta difundir a sonoridade rica que possui esta formação, com a mescla sonora dos instrumentos da família dos metais.

A banda “Flor Serena” se apresenta em seguida, levando o forró que já tem público fiel na capital baiana e no interior. O show da noite será baseado no CD “15 anos de forró”, que comemora o tempo de estrada do grupo e os sucessos da banda. As apresentações acontecem no Deck do Forte de Santa Maria, na Barra.

Ainda tratando dos fortes, outra grande opção é um passeio histórico pelos fortes de Santa Maria e São Diogo, que abrigam os espaços Pierre Verger da Fotografia Baiana e Carybé de Artes, respectivamente, das 11h às 19h. Neles, é possível conferir exposições permanentes e temporárias que apresentam aos visitantes a formação da população e da cultura baiana e revelam novos artistas.

Rio Vermelho - O boêmio bairro do Rio Vermelho, recentemente requalificado pela Prefeitura, também é uma boa opção para soteropolitanos e turistas interessados em realizar um passeio pela Casa do Rio Vermelho – onde moraram Jorge Amado e Zélia Gattai, na Rua Alagoinhas, 33, das 10h às 17h.

A 22ª edição do Panorama Percussivo Mundial (PercPan) acontece nos dias 3 e 4, no tradicional Largo da Mariquita, no Rio Vermelho. Dentre outras atrações especiais, o público presente é convidado para, de forma gratuita, reverenciar uma das vozes mais representativas da música cubana, a cantora Omara Portuondo (Buena Vista Social Club).

A Banda de Gaitas Brazilian Piper abre a primeira noite de música do festival, dia 3, às 19h30, mostrando o talento de seus gaiteiros, que se uniram como resultado de um projeto social sem fins lucrativos, fundado pelo Maestro Piper Major Fuzileiro Naval José Paulo, em 1999. Com 30 integrantes ativos, a Brazilian Piper é uma das maiores bandas de gaitas de fole do Brasil. Através da música, seu objetivo é educar jovens carentes da periferia, utilizando a cultura escocesa e as gaitas de fole como instrumento não apenas musical, mas de inclusão social.

Em seguida, sobe ao palco o rapper soteropolitano Baco Exu do Blues, nome artístico de Diogo Moncorvo, 21 anos, que acaba de lançar Esú, seu álbum de estreia na cena do rap nacional. Dono de uma escrita contundente, com letras que falam das suas vivências, Baco traz na sua sonoridade os batuques do maracatu, solos de guitarra baiana, cânticos em iorubá e os atabaques do candomblé.

A primeira noite será encerrada ao som de uma parceria musical das mais aplaudidas nos últimos anos, Letieres Leitte & Orkestra Rumpilezz e Lenine. O concerto apresentará um repertório misto de composições de Lenine, arranjadas pelo maestro e executadas pela Orkestra Rumpilezz (como “Leão do Norte”, “Relampeando”, “Do It” e “Paciência”) e repertório autoral da Orkestra, incluindo composições do disco recém-lançado e premiado “A saga da Travessia".

O som forte dos tambores afro-baianos do respeitado bloco Ilê Aiyê abre a segunda noite do 22º PercPan, no sábado (4), às 19h. Com músicas que viraram hinos da Bahia e do Brasil, a apresentação promete deixar a marca emblemática da percussão desta entidade cultural que representa a afirmação da cultura negra na Bahia e no mundo há 44 anos.

Já a atração seguinte, Dão e a Caravana Black, irá mostrar o resultado de seu garimpo na black music contemporânea. Com uma mistura de ritmos brasileiros e africanos que contagia a todos, Dão revela porque vem despertando o interesse de amantes da música no mundo todo. Hoje considerado um pesquisador do balanço, Dão é um artista comprometido com ritmos pulsantes, que se apropria de diversas referências para compor um universo musical próprio.

A terceira atração vai ser um presente de Pernambuco para o público baiano. O grupo Bongar apresenta cantos tradicionais através de seis percussionistas e cantores que fazem parte da Nação Xambá, localizada em Olinda (PE). Ao se revezar entre instrumentos como a alfaia, ganzá, agbê, caixa, congas, ilus e tabicas, os músicos realizam um trabalho de resgate e divulgação da sua cultura e religião. Na apresentação do PercPan 2017, o grupo recebe no palco os músicos da Santería, uma religião afro-cubana cuja música é tocada com os tambores batas, que têm muitas semelhanças estéticas com as cerimônias religiosas da Nação Xambá.

Às 22h, todas as atenções voltam-se para este que promete ser o mais esperado show. Aos 93 anos, fará apresentação de encerramento do festival a cantora de bolero e dançarina cubana, cuja carreira se estende por meio século, Omara Portuondo. Vozes das mais representativas da música cubana, Portuondo foi a única mulher a integrar o grupo original do projeto Buena Vista Social Club (1997), dando voz à canção "Veinte Aos" do álbum que vendeu mais de 1,5 milhão de cópias. A cantora, no entanto, já tinha nesse momento uma carreira próspera com o grupo Cuarteto Las d'Aida. Comparada à Billie Holliday e Edith Piaf, ela é hoje uma lenda viva.

Parque da Cidade - Espaço totalmente arborizado e com inúmeras atrações, o Parque da Cidade é sempre uma boa pedida durante o feriado prolongado, especialmente para crianças, que podem usufruir de seus parques ao ar livre, dos pais, que podem caminhar, praticar esportes e fazer divertidos piqueniques e encontros familiares. A boa pedida vale ainda para os mais de 200 espaços públicos construídos ou reformados pela Prefeitura nos últimos cinco anos.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑