Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Documentário brasileiro recebe prêmio de melhor longa-metragem em festival de cinema em Punta del Este

O filme “O Caso do Homem Errado” foi o grande vencedor da noite deste sábado, 4, no 9º Festival Internacional de Cine Latino, Uruguayo y Brasileiro, com o prêmio de melhor longa-metragem pelo voto popular. O documentário retrata a questão do racismo brasileiro enfatizando o extermínio da juventude negra. Apresenta um episódio conhecido em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, em 1987, quando o cidadão negro Júlio César foi executado pela Brigada Militar ao ser confundido com um assaltante. 

A diretora Camila de Moraes ao receber o prêmio mencionou a importância do Festival e o reconhecimento pela obra fílmica, pois ela trata de uma realidade atual e muito cruel que infelizmente não acontece só no Brasil. “Chegarmos aqui só foi possível, pois temos apoio da comunidade negra  e de pessoas aliadas para seguir em frente. É muito difícil fazer uma produção independente, por diversos momentos pensamos em desistir e pode ter certeza que essa premiação nos dá mais força para continuar essa trajetória de denuncia e reflexão para esse problema mundial que é o racismo. Acreditamos muito no lema de que ‘vidas negras importam’ e como não ando só, fizemos isso tudo por nós, pelos nossos, por uma sociedade mais justa e igualitária. Viemos para Punta del Este em uma comitiva de oito gaúchos porque acreditamos ser importante que esse dialogo ocorra também por meio da arte. Estou muito feliz mesmo com essa premiação, pois é a nossa primeira mostra internacional e já ganhar um prêmio é incrível. Não vamos desistir dos nossos ideias. Nenhum passo atrás”, afirma Camila de Moraes.

Outro filme brasileiro, “Matheus Schmidt, um caso de amor pelo Brasil”, de Márcia Schmidt e Rogério Brasil Ferrari dividiu o prêmio de melhor documentário com o “Câmara Oscura”, do cineasta argentino Javier Miquelez. A menção honrosa foi para o documentário “Marímbula”, da Colombia, dirigido por Diana Kuellar. O prêmio de revelação foi para  “La Puerta Abierta”, produção espanhola dirigida pela argentina Marina Seresesky. O melhor curta-metragem pelo voto popular foi para “El año passado en Tapiales”, dos diretores argentinos Julio Colaggero e Gustavo Winkler. 

Como encerramento do Festival foi reexibido o filme ganhador de melhor longa-metragem “O Caso do Homem Errado”, no domingo, 5, às 20h, na sala de Teatro Nogaró, em Punta del Este. Porém, a programação inicia às 17h com a exibição do filme da Bolívia “Señores Generales, Señores Coroneles, de Alfonso Gumicio, logo após terá a produção do Perú “De Ollas y SueÑos”, de Ernesto Cabelos, e apresentação do melhor curta-metragem. Todas as atividades são com entrada franca. 

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑