Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 4 de novembro de 2017

Regata internacional celebra os 516 anos da Baía de Todos-os-Santos

Pouco mais de 40 barcos participantes da 13ª edição da regata Transat Jacques Vabre percorrerão, entre os dias 5 e 12 de novembro, as 4.350 milhas náuticas que separam o continente europeu do sul-americano, perfazendo nestes sete dias a trajetória cumprida pelo florentino Américo Vespúcio. O navegante, durante parte do ano de 1501, viajou de Lisboa a Salvador, encontrando porto seguro naquela que batizou de Baía de Todos-os-Santos. O evento esportivo coincide com a semana em que a baía, originalmente chamada pelos índios tupinambás, de Kirimurê, cujo significado é "grande mar interior", completa 516 anos, fato que ocorre nesta quarta-feira (1º), Dia de Todos os Santos. 

Com largada marcada para ocorrer no próximo dia 5, da cidade francesa de Le Havre, a regata terá a participação de velejadores de dez diferentes nacionalidades: França, Japão, Reino Unido, Espanha, Suíça, Alemanha, Brasil, Angola, Itália e Omã, nas categorias Class40, Multi50, Imoca e Ultime. Representando a Bahia, o velejador Leonardo Chicourel participará da disputa com o barco “Mussulo 40 Team Angola Cables”, na categoria Class 40. Parceria entre a Prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, e do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo (Setur), a Transat Jacques Vabre já teve a capital baiana como destino final nos anos de 2001, 2003, 2005 e 2007. 

Baía de Todos-os-Santos - Enquanto a chegada portuguesa marcou o início da colonização daquela que seria capital e cidade mais importante da então colônia pelos próximos dois séculos, a regata consolida a posição de Salvador como destino de importantes eventos esportivos, fortalecendo o aquecimento do turismo náutico na capital baiana. Com pouco mais de 1.200 quilômetros quadrados de extensão, a Baía de Todos-os-Santos possui 55 ilhas e une Salvador ao Recôncavo Baiano, sendo uma das maiores baías do mundo, onde, em 1549, Tomé de Souza desembarcou para iniciar a construção da fortaleza que seria conhecida como Salvador. 

Ainda no mês de novembro, a Prefeitura de Salvador e a Embaixada do Brasil na França vão elaborar uma programação conjunta para promover ações que ocorrerão na Europa em 2018. As sugestões e o calendário para os eventos foram discutidos na ocasião do lançamento oficial da regata, no dia 20 de setembro, no Pavillon des Champs-Elysées, em Paris, durante encontro do embaixador Paulo César de Oliveira Campos e do secretário de Cultura e Turismo de Salvador, Cláudio Tinoco, que apresentou as principais ações feitas à frente da Secult, citando como exemplos bem sucedidos os contratos de financiamentos, os intercâmbios para o desenvolvimento do turismo, a implantação dos espaços culturais e a requalificação urbanística de Salvador. 

Cultura e diversão - Principal evento de atração turística voltada para o aproveitamento da beleza da Baía de Todos-os-Santos e seu entorno, a regata oferece a oportunidade a soteropolitanos e turistas de conhecerem as belezas históricas e naturais da região, bem como aproveitar os atrativos da Cidade Alta, bastando acessar as diversas vias ladeira acima ou os ascensores disponíveis: o Elevador Lacerda e o Plano Inclinado Gonçalves, que podem ser acessados inclusive com bicicletas.

No Pelourinho, os visitantes se deparam com um conjunto arquitetônico colonial barroco português preservado e integrante do Patrimônio Histórico da Unesco. Entre tambores, ladeiras e rodas de capoeira, é possível visitar belas praças, a exemplo do Terreiro de Jesus e Largo do Pelourinho; conhecer a Faculdade de Medicina da Bahia da Universidade Federal da Bahia (FMB-UFBa), que é a escola de medicina mais antiga do Brasil; além da Igreja Ordem Terceira de São Francisco e a Catedral Basílica Primacial de São Salvador. 

Berço da cultura afro-brasileira, o Pelourinho tem na Casa do Benin o reflexo da relação entre a Bahia e o país africano, através da cidade de Cotonou. A maior parte do acervo foi colecionada pelo antropólogo e fotógrafo francês Pierre Verger, em suas andanças pelo continente africano. O espaço abriga, também, exposições temporárias e oficinas artísticas. O museu funciona de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h. E, agora, toda a região conta com a programação do Pelourinho Dia e Noite, que movimenta as ruas do Centro Histórico de domingo a domingo, com atrações para turistas e baianos, passando por concertos em igrejas, gastronomia, teatro e muito mais. 

Palco de uma das vistas mais belas durante o Carnaval, a Orla da Barra reserva belezas culturais e naturais singulares. Nos Fortes Santa Maria e São Diogo, que abrigam os espaços Pierre Verger da Fotografia Baiana e Carybé de Artes, respectivamente, há exposições permanentes e temporárias que apresentam aos visitantes a formação da população e da cultura baiana e revelam novos artistas. Os espaços ficam abertos diariamente - exceto às terças-feiras -, inclusive feriados, das 11h às 19h. O ingresso, com direito a visitação de ambos os fortes, custa R$ 20 inteira e R$ 10 meia (idosos e estudantes). 

Entre esses dois equipamentos culturais está o Porto da Barra, excelente opção para quem deseja fazer turismo de Sol e Praia. Esta já foi eleita a terceira melhor praia do mundo pelo jornal inglês The Guardian. Para contemplar o pôr do sol, o Farol da Barra é um dos locais preferidos de baianos e turistas. O equipamento costuma receber centenas de pessoas, que aplaudem o espetáculo natural aos finais de tarde. 

Aos que desejam investir no turismo religioso, Salvador possui 372 igrejas. A Basílica de Nosso Senhor do Bonfim é a igreja mais popular da Bahia e uma das mais visitadas da cidade. Isso porque a tradicional lavagem das escadarias, realizada na segunda quinta-feira de janeiro, atrai milhares de peregrinos. A fachada do templo é parcialmente coberta por azulejos e seu interior foi construído em estilo neoclássico. Os portões que circundam o espaço são revestidos por milhares de fitinhas do Senhor do Bonfim, símbolos da fé baiana. As fitas são colocadas por fiéis de todo o mundo que visitam a igreja e fazem pedidos ao Santo. 

O templo pode ser visitado todos os dias, das 6h30 às 18h, e a entrada é gratuita. A igreja, que fica localizada na Praça Senhor do Bonfim, no bairro do Bonfim, fica próxima ao Memorial Irmã Dulce, que possui uma exposição permanente sobre o legado de amor e caridade do “Anjo Bom do Brasil”, reunindo mais de 800 peças que ajudam a preservar e manter vivos os ideais da religiosa. O local fica aberto à visitação de terça-feira a domingo, das 10h às 17h.


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑