Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Vagas para ambulantes no Réveillon se esgotam no primeiro dia de inscrição

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop) informa que as 450 vagas disponíveis para atuação de comerciantes informais durante o Festival da Virada foram preenchidas em 1h45min. O processo de credenciamento começou nesta segunda-feira (18), às 10h, e terminaria amanhã (19), mas o número de vagas disponíveis se esgotou por volta das 11h45min. O número de vagas está de acordo com o tamanho do espaço disponível para o evento. Ainda será feita a checagem de todas as inscrições feitas pela internet. Em caso de alguma irregularidade ou não pagamento no prazo estipulado, novas vagas serão disponibilizadas.

Regras - O órgão de fiscalização alerta que está proibido o uso de itens que afetem questões como segurança, saúde, circulação e bem-estar do público. Dentre esses itens está o famoso espetinho de churrasco. Isso porque o espeto de madeira pode ser utilizado como arma branca em brigas comuns e até mesmo em prática de assaltos. Sendo assim, os ambulantes devem comercializar o churrasquinho utilizando pratos e talheres de plástico, o que garante mais segurança aos cidadãos.

A venda de bebidas, como cervejas e refrigerantes, em garrafas de vidro também não será permitida. As equipes de fiscalização da Semop, em parceria com a Vigilância Sanitária municipal, também estão atentas à saúde dos cidadãos. Por isso, são verificadas também as condições de higiene, manipulação e acondicionamento de alimentos a serem vendidos às pessoas nas ruas. A medida visa evitar casos de contaminação ou intoxicação alimentar, que podem levar até mesmo à morte. Um exemplo disso é a proibição da venda de bebidas artesanais, a exemplos do “ligante”, “capeta” e “príncipe maluco”, que podem causar intoxicação alcoólica.

Os fiscais também ficarão atentos aos rigorosos critérios de instalação dos ambulantes nos locais da festa para garantir a mobilidade das pessoas. Com isso, são verificadas questões como localização de isopores e barracas, evitando uma aglomeração de comerciantes que atrapalhe a circulação e a segurança das pessoas. No caso de quem atua com isopores, por exemplo, não é permitida instalação de toldos, cadeiras e mesas no entorno. Para qualquer atividade, é necessário ter a licença emitida pela Prefeitura, sob pena de ter o material apreendido pela fiscalização.


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑