Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Programa gratuito de atendimento empresarial tem inscrições abertas

Há vagas em Feira de Santana, Itaberaba, Euclides da Cunha e na região do sisal; o Negócio a Negócio auxilia nas principais dificuldades do empreendedor, propondo soluções personalizadas


Para facilitar o atendimento a microempresas e microempreendedores individuais (MEI) e propor um ciclo de melhorias, estimulando a sustentabilidade dos pequenos negócios, o Sebrae oferece um programa no qual a instituição vai até o empresário. Estão abertas inscrições para participar do Negócio a Negócio (NAN), que trabalha com visitas gratuitas, orientação empresarial personalizada e objetiva, indicando as soluções mais adequadas para a realidade de cada negócio, a partir das dificuldades que o gestor encontra no dia a dia. Em menos de três meses, 900 empresas já foram atendidas na região - e ainda há vagas.

“Estimamos atender mais de 2,7 mil microempresas e microempreendedores individuais neste ciclo”, conta José Raimundo Carneiro, técnico do Sebrae Bahia em Feira de Santana. Para realizar esse trabalho, estão sendo disponibilizados 13 Agentes de Orientação Empresarial, que atendem aos municípios de Feira de Santana, Euclides da Cunha e Itaberaba, além da região sisaleira, agregando os municípios de Conceição do Coité, Serrinha, Queimadas, Valente, Araci, Teofilândia, Barrocas, São Domingos, Retirolândia e Santaluz.

Os interessados em participar do NAN podem procurar um ponto de atendimento do Sebrae ou ligar para a Central de Relacionamento Sebrae, no 0800 570 0800, informando que desejam receber uma visita do programa. O atual ciclo de atendimento se encerra em dezembro, então novas empresas podem ser atendidas até o final de novembro, já que cada empresa recebe duas visitas, com um intervalo de 15 dias entre elas.

Outras informações podem ser obtidas nos pontos de atendimento do Sebrae. Em Feira de Santana, o ponto é localizado na Rua Barão do Rio Branco, 1225, Centro, e tem o telefone (75) 3221-2153. Os empreendedores de Euclides da Cunha podem ser atendidos na Rua Dom Jackson Berenguer, 325, Centro, ou no telefone (75) 3271-2010. E o ponto de atendimento em Itaberaba fica na Rua Rubens Ribeiro, 253, Centro, com o contato (75) 3251-1023.

Como funciona o Negócio a Negócio

São duas visitas anuais realizadas pelo Agente de Orientação Empresarial. Na primeira, ele irá aplicar um diagnóstico empresarial para identificar quais ferramentas são as mais indicadas para implantação no empreendimento. As opções são classificadas dentro dos cinco temas de gestão: Finanças, Mercado, Planejamento, Organização e Pessoas. Como resultado do programa, as empresas atendidas apresentam um índice de satisfação superior a 80%.

Na segunda visita, o agente retorna à empresa para apresentar o resultado do diagnóstico e orientar sobre a aplicação das ferramentas indicadas. Ele irá também apresentar o desempenho da empresa em relação ao mercado em que atua. O agente também irá informar ao empresário sobre as outras opções de atendimento e ferramentas que o SEBRAE disponibiliza, como o Radar Sebrae, consultorias a distância e informações através da Central de Relacionamento, no telefone 0800 570 0800.

E há uma inovação neste contato entre agentes e empresas este ano: a possibilidade do empresário avaliar o atendimento do Agente. Isto é, o empresário vai receber uma ligação da Central de Relacionamento ou mensagem via SMS para avaliar o atendimento e propor sugestões de melhoria.

Cenário e a necessidade de conhecer a empresa

As empresas, nos dois primeiros anos, são mais sensíveis ao fechamento e algumas das principais causas para isso estão associadas ao desconhecimento dos hábitos de consumo dos clientes, do seu produto, do ambiente no qual a empresa está inserida e à ausência de um plano de negócio prévio.

Um estudo do Sebrae aponta que, das empresas que fecham nos dois primeiros anos, mais de 60% não fizeram um processo de planejamento real e não procuraram ajuda de pessoas ou instituições para dar início a essa jornada. Além disso, segundo a pesquisa, 46% dos empresários não sabiam o número de clientes e o hábito de consumo de seu público ao empreender. Outros 38% não sabiam o número de concorrentes que teriam e 37% não tinham conhecimento da melhor localização.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑