Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Químicos e a arte da transformação

Toda matéria encontrada no universo é composta pelos elementos químicos que compõem a tabela periódica, e a fantástica combinação de átomos e moléculas é responsável por todas as substâncias encontradas na Terra. Esta singela constatação vem a propósito do Dia dos Químicos, que se comemora em 18 de junho, e da importância dessa área de conhecimento para a humanidade e o planeta.

A data deve ser destacada não apenas para celebrar a importância do trabalho desses profissionais, mas, especialmente, para levar ao público a relevância da Química como base para o desenvolvimento tecnológico sustentável, neste momento da vida da  sociedade brasileira. Nas últimas décadas, o país conseguiu aumentar em grande escala o número de profissionais formados em cursos superiores e técnicos em química. Esta conquista, em que pesem as lacunas ainda existentes, foi um componente importante no processo de crescimento que levou o Brasil a se situar entre as dez primeiras economias do mundo. Não há país que consiga responder aos desafios do desenvolvimento sem uma indústria química eficiente nos setores essenciais para o Brasil atual – petróleo, energia, agricultura, pecuária, fármacos, agroquímicos, novos materiais.

Para os mais jovens vale lembrar que essa trajetória foi repleta de obstáculos. Indústria e academia conviveram, ao longo de muitos anos, com sucessivas crises. Com falta de capital e tecnologias de vanguarda para o desenvolvimento empresarial, com recessão, com falta de recursos para as universidades e com momentos de amargo pessimismo. No caso da pesquisa científica chega a ser surpreendente que o país tenha conseguido, em alguns campos, dar saltos tão significativos em quantidade e qualidade da produção. Esta é uma constatação que pode ser confirmada pelo número de pesquisadores de renomados centros internacionais interessados em realizar pesquisas em conjunto com brasileiros.

Avanços que agora parecem “naturais” foram fruto do esforço de pessoas persistentes e comprometidas com a visão de que ciência, tecnologia e inovação não são um custo para a sociedade e sim um componente insubstituível para gerar riquezas no século XXI. Nas crises, uma solução, e não um problema. Visão que, no caso do Brasil, convive com a exasperante lentidão para realizar mudanças, agora agravada por uma crise institucional, política e financeira de grandes proporções.

O acesso sobre inúmeras informações genéticas, bem como o acelerado desenvolvimento dos estudos “-ômicos” (Genoma, Transcriptoma, Proteoma e Metaboloma), além do crescente desenvolvimento da engenharia metabólica, tornam a química uma área de pesquisa altamente estratégica. Dela podem sair respostas para  inúmeras questões sobre o universo micromolecular da natureza ainda pouco conhecido, no que se refere ao seu funcionamento e interação intra- e interespecífica dos organismos que habitam os ambientes terrestres e aquáticos. Participar da fascinante aventura que vai desvendar esse universo é, sem dúvida, um estimulante projeto de vida, onde temos na química, uma ciência central.

Nesta saudação aos químicos pelo seu dia, dirijo-me especialmente aos jovens químicos que ocupam os bancos das universidades e dos cursos técnicos, e gostaria de pedir que, ao celebrar o seu dia, olhem com atenção para o que já foi construído e se sintam responsáveis como cidadãos pelo que está à frente.

Vanderlan da Silva Bolzani, professora titular do Instituto de Química da Unesp de Araarquara, é  vice-presidente da Fundunesp e da SBPC.



0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑