Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 7 de abril de 2023

4 dicas para conservar legumes e verduras dentro e fora da geladeira


 Higienizar os alimentos é essencial antes de guardar qualquer alimento. Após isso, deve-se identificar quais realmente precisam de refrigeração


Comer legumes e verduras frescos é fundamental para manter uma alimentação saudável e equilibrada. No entanto, é comum que esses alimentos estraguem rapidamente, o que pode resultar em desperdício. Por isso, é importante saber como conservá-los corretamente, tanto dentro quanto fora da geladeira. Para isso, seguir algumas dicas pode ser essencial para um melhor aproveitamento dos pontos de vista nutricional, econômico e de saúde. 


Vale lembrar que o momento de ir às compras deve ser planejado. Conforme informações do portal Serasa, é fundamental fazer uma lista de compras antes de chegar ao supermercado por diversas razões. 


Diferentes tipos de alimentos, por exemplo, exigem periodicidades específicas de compra, já que, enquanto produtos não perecíveis e itens de limpeza podem ser comprados em maior quantidade, legumes e verduras devem ser adquiridos em porções menores. Essa é uma maneira de evitar desperdícios e administrar com sabedoria o vale alimentação, por exemplo.


Feito isso, de acordo com o Ministério da Saúde, a ação primordial para conservar legumes e verduras é lavá-los antes de armazenar. O procedimento ajuda a remover sujeira ou resíduos de pesticidas que possam estar presentes. É importante, todavia, secá-los completamente antes de guardar, pois a umidade pode acelerar o processo de deterioração.


Caso a ideia seja usar esses alimentos em um curto período, pode ser melhor armazená-los fora da geladeira, no caso de raízes, grãos e alguns frutos, por exemplo. Eles devem permanecer em um local fresco e seco. Na dúvida, deve-se seguir algumas dicas importantes fornecidas por órgãos como Ministério da Saúde e centros de pesquisas de universidades. 


1. Higienize os alimentos 


Segundo o Ministério da Saúde, manter a higienização dos alimentos frescos, como frutas, verduras e legumes, é crucial para eliminar impurezas do local onde foram comprados, bem como micróbios e parasitas que podem estar presentes nesses alimentos. 


Para garantir que sejam consumidas com segurança, a primeira etapa é remover as partes que não estão próprias para consumo, como folhas danificadas ou frutas estragadas.


Em seguida, é importante lavar frutas, verduras e legumes em água corrente, sendo que as folhas devem ser lavadas separadamente. Para uma limpeza mais completa, é possível deixá-los de molho em água clorada. 


A solução precisa ser preparada com água sanitária sem alvejante ou perfume, com 1% de hipoclorito de sódio ou hipoclorito de sódio a 1%. Para diluir, a proporção é de duas colheres de sopa para cada litro de água, mas é importante sempre verificar as instruções do fabricante.


Caso a água sanitária seja com 2,5% de hipoclorito de sódio ou hipoclorito de sódio a 2,5%, a diluição recomendada é de uma colher de sopa para cada litro de água. 


2. Atenção aos alimentos que precisam ir à geladeira


De acordo com cartilha desenvolvida pelo Centro de Pesquisa em Alimentos da Universidade de São Paulo (FoRC/USP), os alimentos devem ser armazenados sob


refrigeração (na geladeira), conforme orientações dos fabricantes ou critérios de uso. Frutas, verduras e legumes devem ficar a 5°C e podem permanecer de três a sete dias na geladeira. 


Cerca de 37% das doenças transmitidas por alimentos têm origem nas residências brasileiras. Um dos principais fatores para isso é o armazenamento inadequado dos alimentos. Assim, garantir uma conservação correta é essencial para preservar propriedades nutricionais e sensoriais desejáveis por mais tempo. 


Para manter a qualidade das verduras, é recomendado guardá-las na geladeira. Alface, agrião e rúcula, por exemplo, podem ser facilmente conservados com cuidados simples. Depois de lavadas e secas, essas verduras podem ser depositadas em potes de vidro ou plástico, com papel toalha entre as folhas. O material absorve a umidade dentro dos recipientes, o que ajuda a prolongar a vida útil desses alimentos.


Além disso, é importante prestar atenção na localização das verduras dentro da geladeira para garantir uma conservação ainda mais eficiente. A dica é colocá-los nas gavetas inferiores, que possuem temperaturas mais amenas.


3. Nem tudo é geladeira


Nem todos os legumes e frutas devem ser refrigerados, pois alguns são sensíveis ao frio e podem ser danificados quando armazenados em temperaturas muito baixas. A refrigeração pode alterar a textura, o sabor e a qualidade nutricional de certos alimentos, dificultando o preparo de receitas na cozinha.


Esses alimentos devem ser mantidos em temperatura ambiente até o momento em que serão utilizados. Isso é especialmente válido para frutas, como mamão e banana, e batatas, cujo amido se transforma em açúcar quando refrigerado, mudando o sabor, a cor e a textura. 


Grãos, como feijão, grão-de-bico e lentilha devem ser guardados em potes herméticos na despensa ou armário da cozinha. Etiquetas com a validade podem ser coladas em cada pote. Na hora de cozinhar, a recomendação é adicionar duas medidas de água para cada medida de grão, e aproximadamente uma colher de sopa de vinagre ou limão para cada medida de água. Além disso, é importante deixá-los de molho por 24 horas, para eliminar substâncias indesejadas.


Outros exemplos de alimentos que ficam melhor conservados fora da geladeira incluem frutos, como tomates, pepinos, berinjelas e abóboras inteiras. Se estiverem cortados, é preciso mantê-los sobre papel toalha dentro de uma vasilha bem fechada na geladeira. O consumo ideal é em até dois dias.


4. Congele os alimentos, se for preciso


Uma solução eficaz para manter legumes e frutas por mais tempo é congelá-los. Contudo, vale lembrar que nem todos os vegetais devem ser congelados, especialmente aqueles que são consumidos crus, como alface e pepino. Mas, para a maioria dos legumes, congelar é uma opção para manter os nutrientes e prolongar a validade.


Para fazer o congelamento corretamente, é necessário escaldar. Basta ferver um litro de água para cada 100 gramas de legumes lavados, descascados e cortados, deixar cozinhar até que fiquem "al dente" e, em seguida, mergulhar o alimento em um recipiente com água e gelo até esfriar. Depois disso, é só embalar em sacos reutilizáveis e congelar.


No caso das frutas, algumas delas podem ser congeladas sem a necessidade de pré-cozimento, como as frutas vermelhas e cítricas. Para prolongar a durabilidade, é possível adicionar um pouco de limão após lavar, cortar e armazenar as frutas em potes. No entanto, aquelas mais macias, como mamão e banana, podem perder sabor e textura após o congelamento. Assim, é importante ficar atento à escolha das frutas para congelar.




Imagens relacionadas



0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2023 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com Instagram: @salvador_noticias_oficial
- Topo ↑