Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 14 de novembro de 2023

Empregabilidade e valorização do ritmo

 
Empregabilidade e valorização do ritmo se destacaram no Seminário Nacional do Samba


A discussão sobre a importância e valorização do som feito pelo instrumento de corda, violão, pandeiro, percussão, surdo, tamborim, agogô, ganzá, cavaquinho e cuíca atraiu apaixonados pelo gênero musical até o Espaço Cultural da Barroquinha, nesta sexta-feira (10 de novembro),  na primeira edição do Seminário Nacional do Samba. A parte cultural da programação contou com as apresentações do grupo Vivavós e da sambista Gal do Beco.


Durante todo o dia, profissionais da produção, comunicação, das artes, do ramo empresarial cultural, do carnaval e da gestão pública participaram de painéis sobre economia criativa, samba, música e turismo. Pela manhã, após o lançamento do Projeto Rota do Samba, as falas foram do diretor da UNESAMBA, Jairo da Mata; diretor-sócio da central do carnaval, Joaquim Nery, e o presidente do conselho municipal do carnaval, Washington Paganelli.


Organizado pela União das Entidades de Samba da Bahia, o evento mostrou a preocupação pela preservação do ritmo e debateu caminhos viáveis para o fortalecimento mercadológico. “Conseguimos reunir aqui nomes de conhecedores do samba, personalidades que estudam e que vivenciam o dia-a-dia do ritmo. O projeto quer buscar desafios da empregabilidade, sustentabilidade e geração de renda do segmento, além de fomentar o movimento sambista baiano”, disse Jairo da Mata, Diretor da UNESAMBA.



A mesa institucional contou com os secretários de cultura municipal, Pedro Tourinho; da reparação, Ivete Sacramento; produtora cultural, Mazé Lúcio e o diretor da UNESAMBA, Vadinho França. Em sua fala, a secretária pontuou a importância do incentivo, apoio e fortalecimento da quinta-feira do samba. “O incentivo é necessário. O samba precisa ser trabalhado o ano todo. Sua existência movimenta a cidade e não somente no carnaval. O setor gera empregabilidade de forma direta e indireta”, afirmou Ivete.


No período da tarde, dois painéis prenderam a atenção dos participantes: o  tema “O Encanto da Arte do Samba”  reuniu os sambistas Nelson Rufino e Juliana Ribeiro; a CEO da Aquilombar Produções e Articuladora Cultural Mineira, Fantini Forbeck, e a Doutora em Cultura e Sociedade, Carol Fantinel. Depois a discussão foi em torno do tema “Também é sobre sustentabilidade e negócios”, com o diretor da UFBA, Paulo Miguez; a diretora de cultura do município, Maylla Pita; o vereador do município, Claudio Tinoco; da empresária e idealizadora do Samba Vivo, Cristiane Santana, e o  coordenador da Expo Carnaval, Fábio Almeida.


Criado pela UNESAMBA, o projeto Rota do Samba conta com patrocínio da prefeitura de Salvador, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult). Além do seminário, no  dia 26 de novembro, a Caminhada Nacional do Samba ganhará o circuito Osmar (Campo Grande) com a participação de trios elétricos.  A agenda da programação se encerrará com o Samba Pelô, dia 03 de dezembro, nos largos e ruas do Pelourinho.

0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2024 / Salvador-Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com Instagram: @salvador_noticias_oficial
- Topo ↑