Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Saúde alerta sobre importância do preservativo e imunização para evitar HPV


Dados preliminares de um estudo divulgado pelo Ministério da Saúde nesta segunda-feira (27), estimam que Salvador é a capital brasileira com maior prevalência de HPV. A pesquisa amostral concluiu que sete em cada dez soteropolitanos entre 16 e 25 anos de idade estão infectados com vírus que pode causar o câncer de colo de útero e de outros tipos de tumor.

De acordo com Adriana Miranda, coordenadora da Atenção Primária de Salvador, a prática de comportamentos de risco relatados pelos indivíduos entrevistados no estudo podem contribuir para elevada prevalência na capital baiana. “Dos 291 participantes da pesquisa no município, apenas 44% declararam fazer uso habitual de preservativo. Além disso, 88% dos entrevistados informaram que fazem ingestão regular de bebidas alcoólicas, outro aspecto que amplia a vulnerabilidade para realização do sexo desprotegido. Se entendermos que se trata de um público sexualmente ativo e que a maioria tem mais de um parceiro, faz com que o risco de transmissão seja bastante elevado”, declarou.

A Secretaria Municipal da Saúde oferta gratuitamente preservativos masculinos e femininos em todas as unidades básicas da capital, de segunda a sexta-feira, das 08 às 17 horas.

Vacinação - A gestora destacou ainda sobre a importância da vacinação como forma eficaz para redução da incidência na capital. “Desde 2014 que Salvador incorporou a estratégia de imunização contra o HPV. Desde então, historicamente temos apresentado uma baixa adesão à estratégia. É importante que pais, responsáveis e instituições de ensino estejam unidos para juntos conseguirmos sensibilizar nossos jovens sobre a importância da vacinação”, informou.

As doses do imunobiológico estão disponíveis para o público alvo – meninos de 11 a 13 anos e maninas 9 a 14 anos - de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, nos postos da rede básica. Três doses da vacina são necessárias para proteção integral contra o vírus.

Tratamento - Os pacientes com diagnóstico positivo para HPV na capital baiana recebem todo o suporte necessário para o tratamento, inclusive, com a dispensação dos medicamentos retrovirais totalmente gratuitos no Serviço Municipal de Assistência Especializada (Semae), na Liberdade, e no Centro de Testagem e Aconselhamento Marymar Novais (CTA), no Dendezeiros.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑