Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Vacinação é a melhor medida para evitar circulação de febre amarela em Salvador

Vacinação é a melhor medida para evitar circulação de febre amarela em Salvador no período do verão



Estima-se que 1,3 milhões de indivíduos ainda precisam se proteger contra a doença em Salvador



O verão está chegando e nesse período aumenta o fluxo de turistas de todo mundo na capital baiana. Essa também é a época de curtir as férias, viajar, se divertir nas praias e nos mais diversos espaços de lazer de Salvador. No entanto, independente da programação escolhida, a Secretaria Municipal da Saúde alerta a população para importância de estar vacinado contra a febre amarela.

Por conta dos casos em humanos notificados este ano em outros estados como Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo, além de 13 ocorrências de febre amarela confirmadas em macacos na capital baiana, a Vigilância Epidemiológica convoca as pessoas que ainda não tomaram a dose do imunobiológico a buscarem os postos da rede para evitar a circulação do vírus no município.

“Tivemos episódios de macacos identificados com febre amarela no perímetro urbano e essa informação gerou uma grande procura pela vacina nos postos de saúde no meio do ano. No entanto, passado esse período, as pessoas deixaram de buscar os serviços para imunização. Sabemos que essa é uma época do ano que pessoas de todas as regiões do planeta procuram nossa cidade como destino turístico, inclusive, indivíduos de São Paulo, estado que vive uma situação aguda da patologia com casos confirmados da doença em humanos e um avanço da epizootias [ocorrência da doença em animais] do interior para capital. Por isso estamos convocando todas as pessoas que ainda não se vacinaram a realizarem a imunização”, alertou Doiane Lemos, chefe do Setor de Imunização do município. 

Estima-se que 1,3 milhões de indivíduos ainda precisam se proteger contra a doença em Salvador. O imunobiológico é administrado em dose única para o público entre 9 meses e 59 anos. O Ministério da Saúde afirma que a vacina é contraindicada para crianças menores de seis meses, idosos acima dos 60 anos, gestantes, mulheres que amamentam crianças de até seis meses, pacientes em tratamento de câncer e pessoas imunodeprimidas. Para estes grupos, a orientação é que a pessoa busque ajuda médica, cujo profissional de saúde avaliará o benefício e o risco da vacinação, levando em conta o risco de eventos adversos.

A vacinação acontece de segunda a sexta-feira (exceto feriados), das 08 às 17 horas, em todas 126 salas de vacina da rede municipal.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑