Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Monumentos baianos são identificados com QR Code

Mais uma ação de valorização da cultura e turismo local foi lançada pela Prefeitura nesta quinta-feira (17), dia em que se comemora o Patrimônio Histórico Nacional. Trata-se do #Reconectar, projeto da Fundação Gregório de Mattos, que permite às pessoas identificar e conhecer a história dos monumentos da cidade com o uso de smartphones ou tablets, por meio de um leitor QR Code.

Inicialmente, os cinco patrimônios identificados com placas QR Code foram o monumento a Cairu, em frente ao Mercado Modelo; ao fundador da cidade, Thomé de Souza, na Praça Municipal; ao Bispo D. Pedro Fernandes Sardinha; ao Zumbi dos Palmares, ambos na Praça da Sé; e a Castro Alves, na Praça que leva o mesmo nome do poeta.

Toda essa história é transmitida, diretamente, do catálogo virtual de cultura para o celular do morador ou visitante da cidade, em três idiomas: Português, Inglês e Espanhol, com apenas uma aproximação do celular ao QR Code.  

O projeto pôde ser conferido de perto a partir de visitas guiadas realizadas por uma equipe da FGM, estudantes da rede municipal de ensino e demais interessados em acompanhar a ação, que contou com a parceria das Secretarias de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), de Mobilidade (Semob) e de Educação (Smed).

Enquanto faziam a leitura do código de barras em 2D, as crianças ouviram a história das esculturas visitadas, contada pelo historiador Rafael Dantas. “Quando falamos sobre juventude, temos que ter consciência da maneira como essas tecnologias dialogam diariamente com os jovens. Eles estão sempre conectados às redes sociais, e se utilizar dessa tecnologia para informá-los sobre a cultura e história de Salvador é dotá-los de conhecimento e cidadania”, afirma o historiador.  

Localizado no antigo Centro Comercial da Cidade, entre as Avenidas Sete de Setembro, Rua Chile e Carlos Gomes, o monumento a Castro Alves traz uma alegoria que remete à libertação dos escravos tão ressaltada nas obras do imortal poeta baiano. Com 9,5 metros de altura, a estrutura apoia-se sobre uma base onde estão depositados os restos mortais do poeta.

Salvador Memória Viva – O Reconectar faz parte de um programa maior, o Salvador Memória Viva, lançado esse ano, e que já recuperou 43 monumentos sob responsabilidade do Município. Salvador tem 173 monumentos catalogados como de interesse público. A expectativa da FGM é que até o final do ano, 20 monumentos recebam QR Code. A iniciativa reconhece o papel que a comunicação e a tecnologia exercem como facilitadoras de acesso ao conhecimento da história e cultura baiana.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑