Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Soldados e agentes de endemias iniciam combate ao Aedes aegypti


O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) deu início nesta sexta-feira (29), à capacitação de 110 soldados do 19º Batalhão de Caçadores, no Cabula, para atuarem em parceria com os agentes de endemias no enfrentamento ao Aedes aegypti na capital baiana. O curso consistiu em etapas teórica e prática. Na primeira, foram destacados os aspectos relacionados ao mosquito e às doenças transmitidas por ele. Na parte teórica, que terá continuidade na manhã deste sábado (30), os soldados percorreram o batalhão para que praticassem a identificação e combate aos focos do mosquito.

O trabalho conjunto entre a Secretaria Municipal da Saúde de Salvador e o Exército Brasileiro visa reforçar as ações de enfrentamento ao Aedes, sobretudo no verão e carnaval, período em que aumenta a circulação de pessoas na cidade, bem como é o mais favorável à proliferação do mosquito. "Os soldados atuarão como agentes de endemias. Por isso estamos prestando todo suporte técnico para que realizem o trabalho de controle do vetor e de orientações à população sobre a prevenção de focos", explicou Geruza Moraes, gerente do CCZ.

Na próxima terça-feira (02), agentes de endemias e soldados estarão em campo atuando em ruas dos bairros de Periperi, Paripe, Campo Grande, Itaigara, Caminho das árvores, Pituba e Barra que lideraram o número de denúncias efetuadas através da Central de Combate ao Aedes: (71) 3202 - 1808.  

"Essa é uma operação de combate na qual a arma mais eficaz não é a de fogo, e sim o trabalho nas ruas e de orientação à população de forma a contribuir com a eliminação dos focos do mosquito", afirmou o tenente-coronel Jorge Visconte, comandante do 19º BC. 

Dados - O Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa), realizado entre os dias 04 e 08 de janeiro, apontou que o novo Índice de Infestação Predial (IIP) na capital baiana é de 1,8%, ou seja, a cada 100 imóveis visitados menos de dois apresentaram focos do mosquito. Apesar de ainda está em estado de alerta para a ocorrência de uma eventual epidemia das arboviroses, esse menor indicador registrado em Salvador nos últimos 11 anos para o mês de janeiro.

Operação Carnaval - Para garantir o controle vetorial do inseto transmissor da dengue, zika e febre chikungunya, a Secretaria Municipal da Saúde montou um esquema especial. Além das ações de rotina realizadas pelo CCZ, agentes de combate às endemias irão realizar a inspeção e borrifação de inseticida no entorno das UPA's, bem como nos bairros onde terão programação momesca e nos circuitos oficiais da folia. Também intensificarão os trabalhos educativos no aeroporto, rodoviária e ferry boat, prestando orientações a respeito de medidas de prevenção das doenças. Equipes do CCZ também estarão de plantão durante todo carnaval para realizar o bloqueio focal nas residências com suspeita de pessoas acometidas por alguma arbovirose.

0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2024 / Salvador-Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com Instagram: @salvador_noticias_oficial
- Topo ↑