Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Depressão é uma das doenças associadas à obesidade, afirma especialista

Estudos indicam que pessoas com obesidade mórbida têm cinco vezes mais probabilidade de apresentarem depressão em relação à população em geral. A discriminação sofrida pelo excesso de peso pode provocar grande dano psicológico e até levar ao suicídio, quando a pessoa não realiza um acompanhamento médico. Por conta disso, a depressão está entre as doenças indicadas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) para a realização da cirurgia bariátrica, em pacientes com obesidade associada. Através da cirurgia, além da perda de peso e ganhos metabólicos, também é notada uma redução do quadro de depressão dos pacientes. 

Estima-se que cerca de 30% das pessoas que procuram tratamento para perda de peso apresentam depressão; por outro lado, pessoas com depressão têm um risco 58% maior de desenvolver obesidade. A associação da depressão à obesidade ocorre, dentre outros fatores, devido às alterações químicas e de funções do cérebro quando submetidas ao estresse. A alteração dos padrões alimentares, o desconforto do excesso de peso e problemas com autoestima também contribuem para a depressão. “Isso ocorre devido ao aumento do hormônio cortisol, em situações de estresse, que desacelera o metabolismo e pode alterar as células de gordura, proporcionando um maior acúmulo, principalmente na região abdominal”, afirma o Dr. Marcus Lima, médico especialista em cirurgia bariátrica e videolaparoscopia.

Para prevenir e controlar a obesidade, entre as principais recomendações está a prática regular de atividades física. Os sintomas da depressão também são amenizados com a prática de exercícios aeróbicos de três a cinco vezes por semana. Pacientes bariátricos necessitam também de um acompanhamento psicológico. “Os distúrbios como depressão e a compulsão alimentar não inviabilizam a significativa perda de peso alcançada através da bariátrica. Com a cirurgia, também é notada uma redução do quadro de depressão”, aconselha o cirurgião bariátrico.

Sobre o Dr. Marcus Lima

Médico cirurgião, o Dr. Marcus Lima é especializado em videolaparoscopia, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), membro da Sociedade Brasileira de Videocirurgia - SOBRACIL e integra Diretoria Colégio Brasileiro de Cirurgiões - Capítulo Bahia. Possui Fellowship em Cirurgia Bariátrica Laparoscópica, na Gastro Obeso Center (SP). Coordena o serviço de vídeocirurgia do Centro Médico Urológico, em Irecê (BA), cidade onde também atua como médico cirurgião do Hospital AMI. Na capital baiana, integra a equipe de cirurgiões da clínica BAROS e, em Lauro de Freitas-BA, da Gastrocentro.  Atua como cirurgião em Alagoinhas-BA, na Clínica Santa Maria. É também professor de clínica cirúrgica do curso de medicina da Faculdade de Tecnologia e Ciências de Salvador - FTC.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑