Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 16 de novembro de 2022

Cedeba continua com caravanas temáticas de saúde no novembro Diabetes Azul

 


Como aplicar corretamente a insulina? Quais os alimentos mais saudáveis e quais devem ser evitados? Por que é importante escovar corretamente os dentes? Esses ensinamentos foram reforçados nas caravanas temáticas da saúde, na manhã de hoje nas salas de espera do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba). Amanhã, pela manhã, e sexta à tarde, será feito o rastreamento da retinopatia diabética para pessoas acompanhadas no Centro de Referência (diabetes melitus tipos 1 e 2, e diabetes gestacional).


Este ano, o reforço de informações para pessoas com diabetes contou com profissionais do Centro Estadual de Prevenção e Reabilitação da Pessoa com Deficiência – Cepred. A fisioterapeuta Lilia Santana Ferreira e a enfermeira Dilsselene Vasconcelos trouxeram os modelos de diversos tipos de calçado, próteses e meios auxiliares de locomoção que o Cepred, unidade da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), dispensa.


Diante das dificuldades geradas pelo pé diabético, uma das complicações da doença, “trouxemos profissionais do Cepred, justifica a coordenadora da Codar (Coordenação de Educação em Diabetes e Apoio à Rede, Graça Velane. A importância dessa participação fica evidenciada com números: 80% das próteses dispensadas pelo Cepred são para pessoas com diabetes. Além da variedade de produtos que atendem a situações variadas, o Centro também desenvolve ações de treinamento para o uso de próteses e de educação em saúde.


Material Educativo


Além de esclarecer dúvidas sobre os tipos de calçados e próteses, as profissionais do Cepred também distribuíram material educativo. O Guia de Orientação para usuários com pé diabético ensina os cuidados como: lavar e secar os pés, corte das unhas, o uso da meia (de algodão), não remover calos e nem verrugas em casa, calçados que devem ser evitados (de plástico, com tira entre os dedos, bico fino, salto alto ou com peças de metal em contato com a pele. Muito importante, também, é andar sempre calçado. O guia traz também vários exercícios que a pessoa com diabetes deve fazer.


Segundo a fisioterapeuta do Cepred, pessoas com diabetes, com o passar do tempo podem apresentar lesões ulcerativas. Isso acontece – explica- pela perda ou diminuição da sensibilidade tátil, térmica ou dolorosa. Muito importante – destaca – é a prevenção de complicações (infecções e amputações).


É importante também, segundo as especialistas do Cepred, o acompanhamento periódico em uma unidade básica de saúde, mais próxima da residência e ter atenção, caso apresente algum ferimento nos pés. A orientação é procurar imediatamente tratamento adequado visando à cicatrização. Os profissionais do Cepred também distribuíram a cartilha com orientações para usuários e profissionais de saúde, que mostra como se cadastrar no Cepred.


Mais Cuidados


Em meio a muito azul, (cor do diabetes) profissionais da equipe multidisciplinar, do Cedeba, reforçaram cuidados importantes. A nutricionista Aurea Diogo, mostrou a importância da escolha dos alimentos saudáveis para a saúde da pessoa com diabetes. A preferência deve recair sobre alimentos naturais ou minimamente processados. Ela também ressaltou a importância da hidratação, daí a necessidade de beber água com frequência.


A caravana temática da odontologia reforçou a importância dos cuidados com os dentes, como destacou a odontóloga, do Cedeba, Maria Mercedes Freitas. Como a pessoa com diabetes faz maior número de refeições é preciso reforçar o cuidado com a limpeza dos dentes (deve incluir a língua), explicou. Embora a pessoa com diabetes tenha menos caries que a população em geral – pelo menor consumo de doces – o grande desafio é a doença periodontal que, se não for cuidada, leva à perda dos dentes. E – Explicou – a doença periodontal dificulta o controle da glicemia.


A equipe da Enfermagem trouxe reforço de informações sobre a aplicação de insulina. Foi utilizada dinâmica para avaliar os conhecimentos. A cada pergunta, os usuários levantavam a placa verde ou vermelha para respostas certas ou errada, respectivamente. Dos locais corretos de aplicação da insulina, a necessidade rodizio em cada área de aplicação. O manequim, material da sala de educação, foi utilizado para garantir a informação de maneira prática.


Também foi enfatizada pela equipe de enfermagem a necessidade dos cuidados com o descarte de agulhas (usadas na aplicação de insulina) que jamais devem ser jogadas no lixo comum, mas acondicionadas em latas ou vasilhas plásticas e entregues à unidade de saúde. Para prevenir acidentes nos aterros sanitários e proteger o meio ambiente.


Os participantes das caravanas gostaram muito da programação, Evaneide Rocha dos Santos, que veio do município de Sapeaçu. trazendo o filho Leandro, de 11 anos (com diabetes tipo 1, desde os sete anos), disse que “para mim o início do uso da insulina foi um grande desafio”. Ela continua aplicando insulina em Leandro, mas quando não está em casa, ele faz a autoaplicação. Ela considera essa autonomia, que as crianças e adolescentes aprendem no Cedeba, muito importante”. Mas- destaca- o filho leva uma vida normal e segue a alimentação definida no Plano Alimentar pela nutricionista sem qualquer problema. Diz que procura sempre reforçar o que aprende no Cedeba. “Qualidade de vida é essencial para manter o diabetes sob controle e evitar as complicações”.

0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2024 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑