Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 18 de novembro de 2022

Feminismo pode transformar a política, a economia e relações sociais na atualidade


 Livro mostra como o Feminismo pode transformar a política, a economia e relações sociais na atualidade


Escritora e jornalista britânica premiada, Laurie Penny analisa a influência da masculinidade tóxica e sua ligação com a ascensão da extrema-direita no mundo


Nesta época de crise, de colapso planetário e tiranos reacionários, estamos presenciando uma transformação muito produtiva: mudanças profundas e permanentes no modo como definimos gênero, sexo e consentimento, assim como seus aspectos políticos no mundo contemporâneo. É o que afirma a jornalista Laurie Penny, reconhecida por suas análises sobre feminismo e gênero, além de seu trabalho como ativista. Penny diz também que estamos num momento de desobediência criativa. Em seu novo livro, A Nova Revolução Sexual, lançamento da Editora Cultrix, ela analisa como o feminismo pode ser a chave para essa transformação urgente.


Fruto de uma pesquisa de mais de 13 anos e baseada na celebrada série de artigos da autora para o site Longreads, esta obra conta com referências de autores conhecidos por refletir sobre o tema, como Shulamith Firestone, Kimberlé Crenshaw, Silvia Federici, Wilhelm Reich e Michel Foucault.  “O pensamento reacionário, conservador e tirano não aceita mudanças que possam impactar a supremacia masculina, branca e estereotipada que há séculos rege o planeta, por isso, precisamos reimaginar maneiras de organizar o cuidar das pessoas, as formas como encaramos a reprodução humana e as relações de trabalho, bem como de reconstruir e manter a nossa espécie”, diz a autora.


Penny analisa neste livro como essas mudanças, que já se encontram em andamento, afrontam as certezas sociais e econômicas que determinam o funcionamento da sociedade, ameaçam as estruturas de poder vigentes e debilitam a autoridade das instituições tradicionais, desde o mercado de trabalho assalariado até a constituição da família nuclear. Ao longo da obra, a autora discorre, com um discurso radical, porém coerente e com profundidade, sobre democracia, gênero (a autora se declara não binária) e sobre a importância de uma nova política sexual para todas pessoas, sejam elas não-brancas, pretas ou brancas.


 


“Esta é uma história sobre a escolha entre o feminismo e o fascismo. É uma história sobre sexualidade e poder, trauma, resistência e persistência. É uma história sobre o trabalho, quem o faz e por quê. É uma história sobre como é possível ligar a crise da democracia à da masculinidade branca e sobre como a ascensão da extrema direita é uma resposta a ambas. E no centro dessa narrativa está uma ideia simples. Estamos vivendo, todos nós, uma mudança de paradigma na relação de poder entre os gêneros. ”


– da Introdução


 


“O novo livro de Laurie Penny anuncia corajosamente que a nova revolução sexual feminista está aqui; estamos no meio de uma mudança fundamental dos papéis de gênero e sexuais em nossa sociedade. Cativante, enfático e profundamente inspirador, “A Nova Revolução Sexual” me deu grande ânimo ao retratar as possibilidades do momento atual.”


 – EVE ENSLER, autora do best-seller Os Monólogos da Vagina e de O Pedido de Desculpas, publicado pela Editora Cultrix


 


Sobre a autora:


Laurie Penny é escritora, jornalista e roteirista britânica. Escreve sobre cultura para a revista Wired, e seus aclamados artigos e ensaios apareceram em publicações como The Guardian, The New Statesman, The New York Times, The Baffler, Longreads, Time e muitas mais. Formou-se pelo programa Nieman Foundation Fellows, da Harvard University, e pelo Workshop de Escritores Clarion West. ‘A Nova Revolução Sexual’ é seu nono livro.


 


Mais que livros, inspiração!

0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2024 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑