Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 4 de dezembro de 2022

O que fazer em casos de acidentes oculares domésticos?

 


Oftalmologista dá dicas de como agir, tendo como exemplo o que ocorreu com a influencer Gkay


Todos nós estamos vulneráveis a sofrer acidentes domésticos. Nos últimos dias, a influencer Géssica Kayane – Gkay foi uma vítima. Ela informou aos seguidores que machucou um dos olhos com um cabideiro de roupas. Segundo a famosa, o acessório bateu no órgão, provocando muita dor, inchaço e vermelhidão. Por sorte, segundo ela, após ida ao oftalmologista, foi detectado que a pancada não atingiu a córnea, e agora é seguir com medicação e alguns cuidados básicos no dia a dia, como não usar maquiagem. Mas esse é só um dos inúmeros imprevistos que estamos suscetíveis, como explica Ludmila Berodia, oftalmologista do DayHORC – empresa que integra o Grupo Opty em Salvador.


“Apesar dos olhos estarem preservados pela pálpebra e cílios, eles são muito sensíveis e vulneráveis. Qualquer lesão na visão, por menor que possa parecer, pode se tornar um grande problema, em todas as faixas etárias. Por isso é fundamental aumentar a atenção, mesmo dentro de casa. Dentre os acidentes oculares domésticos mais comuns, podemos listar os três principais: queimadura, corpo estranho e contusão; este último possivelmente foi o que ocorreu com Gkay”, conta a médica.


Ludmila Berodia explica que a contusão ocorre quando um golpe é direcionado ao olho ou quando ele sofre algum tipo de impacto, como pancada, tapas, socos, acidentes de trânsito e intercorrências durante atividades físicas. “Nesse caso, a recomendação máxima é usar compressa de gelada e buscar atendimento oftalmológico imediatamente para análise e evitar danos maiores, como a redução da acuidade visual”, relata. No caso do corpo estranho, podem ser vários os tipos, sendo os mais comuns: farpas, areia, pelos de animais e o próprio cílio. Na maior parte das vezes, o próprio olho rejeita esses elementos com o auxílio das lágrimas, no entanto, existem casos em que isso não acontece, devendo o indivíduo procurar o oftalmologista.


Quando o assunto é queimadura, temos o tipo térmico, que é quando o olho entra em contato direto com algo muito quente, a exemplo de um isqueiro ou fogueira, ou muito frio. Já a queimadura química ocorre quando há contato com produtos químicos, como o próprio nome já diz. Álcool, perfume, cloro e água sanitária são exemplos clássicos. Especificamente nesses casos, a orientação de Ludmila Berodia é lavar os olhos com água corrente e buscar atendimento especializado.


Evite acidentes oculares domésticos. Atenção às dicas!


1.    Torne a sua casa um ambiente seguro para as crianças. Então, atenção com o armazenamento de perfumes, principalmente os de spray, pois o público infantil pode direcionar sem querer o jato para os olhos. Além disso, deixe os produtos de limpeza longe do alcance dos pequenos.


2.    Em tempos de uso de álcool líquido e em gel, redobre a atenção, pois crianças e idosos podem usá-los de forma indiscriminada.


3.    Cuidado com objetos espinhosos e pontiagudos, deixando-os longe de crianças e idosos, principalmente.


4.    Deixe as panelas sempre tampadas e com o cabo virado para dentro do fogão.


5.    Redobre o cuidado ao fazer alguma fritura ou manusear óleo quente.


6.    Tenha cuidado redobrado antes de colocar as lentes de contato.

0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2024 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑