Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 20 de janeiro de 2023

Como estão os cuidados com a sua pele?

 


Como estão os cuidados com a sua pele? Veja recomendações práticas de uma dermatologista


Pequenas atitudes incorporadas à rotina diária podem evitar vermelhidão, queimadura, envelhecimento precoce e doenças como câncer  


Os cuidados para evitar o câncer de pele devem se estender durante todo o ano, em especial, no Verão, quando a incidência dos raios solares é maior e o calor mais intenso, aumentando as chances de queimaduras – principal fator de risco para câncer de pele nos diferentes tipos de pele.   


Os números reforçam o alerta. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o câncer de pele responde por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 185 mil novos casos.  


É importante lembrar que, sem a devida proteção, a radiação Ultravioleta (UVB e UVA) pode queimar a pele mesmo em dias nublados. Por isso, a atenção aos sinais deve ser constante, assim como o uso de protetor solar.  


 


ABCDE do câncer de pele  


A observação dos sinais no corpo é essencial. Uma pinta que mudou de forma, cor ou tamanho (características “ABCDE”: assimetria, bordas irregulares, cores variadas, diâmetro superior a 6 mm e evolução), podem ser, na verdade, um melanoma – tipo de câncer menos frequente, mas com maior índice de mortalidade. Entretanto, estudos comprovam que esses sinais a olho nu podem ser tardios, sendo mais comuns no melanoma já invasivo. Pequenas feridas que demoram mais de um mês para cicatrizar ou lesões que sangram a traumas mínimos, também pode ser indicativos de câncer de pele.  


 


“Para o diagnóstico precoce do melanoma é fundamental o uso de tecnologias complementares que ajudam a reconhecer pequenas estruturas específicas do melanoma e a detectar precocemente detalhes ainda imperceptíveis a olho nu”, explica o Dra. Thais Matsuda, dermatologista do Grupo Fleury, detentor da marca Diagnoson a+, na Bahia. 


 


A especialista também reforça que as consultas com o dermatologista precisam fazer parte do check-up anual, principalmente dos que têm casos de problemas dermatológicos na família. A visita ao profissional especializado é essencial para um acompanhamento mais assertivo e, também, para orientações personalizadas quanto à prevenção. Vale lembrar que, se descoberto na fase inicial, o câncer de pele tem maiores chances de cura.  


 


De toda forma, a prevenção continua sendo uma grande aliada. A seguir, dicas úteis para o dia a dia. 


   


Prevenção no dia a dia  


 


O filtro solar deve ser aplicado diariamente, faça chuva ou sol. Em caso de exposição solar, deve ser aplicado no mínimo de 20 a 30 minutos antes e o FPS precisa se 30 ou superior. É importante não esquecer de áreas como lábios, orelhas, nuca e dorso dos pés. 

O protetor solar deve ser reaplicado a cada duas horas em dias mais quentes e em exposição solar mais intensa.  

Protetor solar com base ou cor pode reforçar a proteção, mas é preciso conversar com o dermatologista para escolher um adequado ao tipo de pele. Manchas e sinais precisam ser avaliados.  

Mesmo em casa, recomenda-se o uso do protetor solar. Afinal, também há contato com a luz solar e os raios ultravioleta, apesar de ser em menor intensidade, pelas janelas, varandas e quintais. Também, em ambientes fechados, apesar da luz artificial (luz azul) não ter relação comprovada com câncer de pele, ela aumenta a produção de melanina e pode causar manchas. Além disso, o uso de protetor solar no dia a dia, ajuda a criar um hábito de cuidados diários com a pele.  

A pele do rosto demanda um protetor específico, diferente do usado no corpo. Mas, caso não tenha o produto na hora, use o protetor que estiver disponível.  

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o Fator de Proteção Solar (FPS) mais indicado para a população brasileira é de no mínimo 30. 

Proteção física também é necessária em casos de exposição solar: roupas com proteção ultravioleta, além de bonés, chapéus e óculos escuros são recomendados.  

Crianças e idosos merecem mais atenção, por terem a pele mais frágil. Portanto, cuidado redobrado. 

Há diferentes tipos de protetor solar. Para determinar o ideal para cada tipo de pele, consulte um dermatologista.  

 



0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2024 / Salvador-Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com Instagram: @salvador_noticias_oficial
- Topo ↑