Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 6 de março de 2023

Projeto de intercâmbio cultural é lançado para alunos e educadores



Projeto de intercâmbio cultural é lançado para alunos e educadores da rede municipal de ensino de Salvador


Fotos: Enaldo Pinto / Divulgação Smed


Coordenadores pedagógicos e professores de História da rede municipal de ensino de Salvador participaram nesta quinta-feira (2) do lançamento da 8ª edição do projeto “Era Uma Vez… Brasil”. O lançamento ocorreu no Centro Cultural da Câmara Municipal, na Praça Thomé de Souza. Presentes no evento, a vice-prefeita e secretária da Saúde (SMS), Ana Paula Matos, e o titular da Secretaria Municipal de Educação (Smed), Thiago Dantas, falaram sobre a importância do projeto e da transformação que ele proporciona aos professores e, principalmente, aos alunos.


Thiago Dantas disse pensar na possibilidade de ampliar o projeto. “A minha intenção é pensar em formas de ampliá-lo, porque ele une duas coisas que são fundamentais para o desenvolvimento das crianças, que são o desafio e a premiação. Meu voto é que seja um projeto super exitoso e que tenha a acolhida que teve nas edições anteriores”, disse.


Ana Paula Matos ressaltou que o "Era Uma Vez... Brasil" está estruturado em pilares importantes para a formação dos participantes, proporcionando para os alunos a oportunidade da vivência. “O que mais me encanta é ter uma lógica de rede que começa pela formação dos professores, passa pelo desenvolvimento dos alunos até o projeto e passando por uma etapa importante que é a vivência. Eu me lembro que na adolescência, quando eu fiz o terceiro ano no colegial, eu tive a oportunidade de ir a Minas Gerais conhecer as cidades históricas, as obras de Aleijadinho e, graças a essa vivência, esse conhecimento ficou registrado na minha memória. Então, a memória afetiva é muito importante para a aprendizagem”, destacou.


Estrutura – O “Era Uma Vez... Brasil” é um projeto de arte-educação que estimula o apreço e valorização da cultura nacional junto a estudantes e educadores pertencentes à rede pública de ensino, por meio do contato com diferentes linguagens artísticas e culturais. O público-alvo são os estudantes das redes públicas de ensino matriculados nos 8º e 9º anos do Ensino Fundamental, bem como seus professores de História.


A estrutura foi pensada para promover experiências educativas, artísticas e culturais que oportunizem aos participantes aprofundar a aprendizagem acerca da história brasileira através da articulação entre o conhecimento científico (teórico) e o conhecimento empírico (promovido pela experiência).


Ao todo, 11 municípios estão participando dessa edição: Salvador, Mata de São João e Jacobina (Bahia); Recife e Belo Jardim (Pernambuco); Santa Quitéria e Itatira (Ceará); Lençóis Paulista, Macatuba, Ribeirão Preto e Serrana (São Paulo).


A iniciativa está estruturada em três etapas. A primeira delas destina-se à formação dos professores de história das escolas convidadas. Na segunda etapa, os alunos selecionados vão para um Campus onde vivenciam múltiplas experiências socioculturais, além de uma imersão educativa na qual são apresentadas diferentes modalidades de linguagens artísticas e na terceira etapa os estudantes com a melhor avaliação durante as etapas anteriores do projeto são selecionados para participar de um intercâmbio em Portugal, onde terão a oportunidade de conhecer as interseções e caminhos que aproximam as histórias do Brasil e de Portugal.


O projeto é realizado pela Origem Produções, conta com o patrocínio do Grupo Moura, Rodonaves Transportes, Lwart Soluções Ambientais, Yamana Gold, Pedra Agroindustrial, Hiperideal e Galvani Fertilizantes e com o apoio das Prefeituras Municipais das cidades participantes.


Em 2023 - Este ano o “Era Uma Vez... Brasil” vai abordar o tema da Independência do Brasil, tendo como foco as questões regionais desenroladas nesse acontecimento histórico. A primeira etapa já começou nesta quinta com o início da formação dos professores de História das escolas convidadas. Na ocasião, os mediadores Elie Fiogbè, Abiola Akande Yayi e Senakpon Fabrice Fidéle Kpoholo da República do Benin falaram um pouco sobre Independências e autodeterminação na África do Oeste.


“Eu acho que é um projeto muito importante e hoje especialmente por trazer a questão da história afrocentrada para nós, um ponto muito importante para a nossa realidade de Salvador e para o público com o qual a gente trabalha. Então que essa ação tenha vida longa”, opinou o professor de História Filipe Lorenzo.


Para a coordenadora da Gerência Regional de Educação (GRE) Liberdade/Cidade Baixa, Gessicla Damasceno, o projeto amplia a visão dos alunos dos anos finais do Ensino Fundamental tornando-os protagonistas e sujeitos mais críticos e reflexivos. “Eles passam por várias etapas e têm autonomia. Muitas vezes o projeto oportuniza uma primeira experiência fora do seio familiar, se deslocando para outro município e o encontro com alunos de outras escolas. A partir daí eles desenvolvem os projetos, com o apoio de professores de História, Língua Portuguesa e Artes. Eles saem do projeto completamente diferentes, por isso eu considero uma proposta maravilhosa”, afirmou.


Edição anterior – Na última edição, no ano passado, 24 estudantes e três professores da rede pública de Salvador, Mata de São João e Jacobina fizeram o intercâmbio em Lisboa durante dez dias para conhecer parte da história e os caminhos da corte portuguesa antes da chegada ao Brasil. Em Salvador, sete escolas da Rede foram representadas: a Escola Municipal Maria José de Paula Moreira, Jardim Santo Inácio, Amélia Rodrigues, Alexandre Leal Costa, Pirajá da Silva, Cleriston Andrade e São Domingos Sávio.






0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2024 / Salvador-Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com Instagram: @salvador_noticias_oficial
- Topo ↑