Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 28 de novembro de 2023

Parapan de Santiago 2023

 
Parapan de Santiago 2023: Além dos pódios, Brasil tem dia com recorde mundial e vaga em Paris


Alexandre Galgani garante primeira vaga do tiro esportivo nos Jogos de 2024 em dia de estreia do atletismo no Chile; país conquista mais 28 pódios e segue liderando o quadro de medalhas


Fotos: CPB - Getty Media Manager


No quarto dia de disputas nos Jogos Parapan-Americanos de Santiago 2023, a delegação brasileira conseguiu além de muitos pódios – 28, no total – alguns feitos expressivos: o paulista Alexandre Galgani, do tiro esportivo, garantiu vaga nos Jogos Paralímpicos de Paris 2024; a também paulista Beth Gomes estabeleceu o novo recorde mundial no lançamento de disco da classe F53; e a pernambucana Carol Santiago chegou a 30 medalhas em competições internacionais.


Depois dos resultados desta terça-feira, 21, com 12 ouros, sete pratas e nove bronzes para o Brasil, o top-3 do quadro de medalhas segue inalterado, com os brasileiros com grande vantagem na liderança – 155 medalhas (67 ouros, 45 pratas e 43 bronzes) –, seguidos pelos norte-americanos, que somam 61 medalhas no total (20 ouros, 17 pratas e 24 bronzes), e pela Colômbia, que chegou a 63 medalhas (17 de ouro, 24 de prata e 22 de bronze), perdendo no critério de desempate, que é o número de ouros.



Tiro esportivo


O Brasil conquistou duas medalhas: uma de ouro e uma de prata.

O ouro foi de Alexandre Galgani na prova R4 - carabina de ar misto 10m em pé SH2; de quebra, ele garantiu vaga nos Jogos Paralímpicos de Paris 2024, e o novo recorde parapan-americano.

A prata ficou com Carlos Garletti na prova R6 - carabina de ar misto 50m ar deitado SH1.

Natação


Com as 12 medalhas do dia (sete de ouro, três de prata e duas de bronze), o Brasil chegou a 65 na modalidade.

Carol Santiago conquistou duas medalhas de ouro: nos 100m peito da classe S12 (baixa visão) e no revezamento 4x100m livre (49 pontos) – ao lado de Douglas Matera, Lucilene Sousa e Wendell Belarmino –, e chegou a 30 medalhas em missões internacionais.

Wendell Belarmino, nos 200m medley da classe S11 (atletas cegos), Talisson Glock, nos 400m livre da classe S6 (limitação físico-motora), Esthefany Rodrigues, nos 200m medley, da classe S5 (limitação físico-motora) e Laila Suzigan, nos 400m livre da classe S6 (limitação físico-motora) também conquistaram medalhas de ouro.

Esthefany Rodrigues e Laila Suzigan conseguiram recordes parapan-americanos nas provas que venceram.


Atletismo


No primeiro dia de competições, foram 13 medalhas: quatro de ouro, três de prata e seis de bronze.

Beth Gomes conseguiu o novo recorde mundial no lançamento de disco da classe F53, mas ficou sem medalha, pois a prova, com duas participantes apenas, não teve premiações.

Thiago Paulino, no arremesso de peso da classe F57, Jerusa Geber, nos 200m da classe T11, Yeltsin Jacques, nos 5000m da classe T11, e Izabela Campos, no arremesso de disco da classe F11, conquistaram medalhas de ouro.

Izabela Campos registrou o novo recorde parapan-americano.

Halterofilismo


O Brasil ganhou uma medalha, de bronze, no dia que encerrou a modalidade.

A equipe brasileira conquistou 17 medalhas na categoria, sendo sete ouros, quatro pratas e seis bronzes.

A equipe mista, formada por Bruno Carra, João Maria França e Mariana D’Andrea, ficou com a única medalha do dia.

Outros resultados


A Seleção feminina de goalball venceu o México por 4 a 0 e encerrou a fase de grupos na liderança do Grupo C.

A Seleção masculina de goalball venceu o Chile por 10 a 0 e terminou a fase de grupos como líder do Grupo A.

No basquete em cadeira de rodas, a Seleção Brasileira feminina se classificou à semifinal após vencer El Salvador por 78 a 9.

A Seleção Brasileira masculina de basquete em cadeira de rodas venceu Porto Rico por 88 a 36 e fechou a primeira fase em terceiro no Grupo B.

Na chave simples do quad do tênis em cadeira de rodas, Leandro Pena e Ymanitu Silva venceram e avançaram às semifinais.

Na chave simples masculina do tênis em cadeira de rodas, Gustavo Carneiro Silva venceu e avançou às quartas de final.

No rúgbi em cadeira de rodas, o Brasil venceu o Chile por 66 a 28 e garantiu vaga nas semifinais.

Veja todos os medalhistas da delegação brasileira nesta terça-feira, 21:


Atletismo


OURO Yeltsin Jacques – T11 – 5000m


OURO Izabela Campos – F11 – Lançamento de disco


OURO Thiago Paulino – F57 – Arremesso de peso


OURO Jerusa Geber – T11 -200m


PRATA Marco Aurélio – F57 – Arremesso de peso


PRATA Thalita Simplício – T11 – 200m


PRATA Aline Rocha – T53/T54 – 400m


BRONZE Vanessa Cristina -T53/T54 – 400m


BRONZE Júlio Cesar Agripino – T11 – 200m


BRONZE Sivaldo de Souza – T13 – 5000m


BRONZE João Victor Teixeira – F37 – Lançamento de disco


BRONZE Fábio Bordignon – T35 – 200m


BRONZE Lorraine Aguiar – T12 – 200m


Natação


OURO Talisson Glock – S6 – 40m livre


OURO Laila Suzigan – S6 – 400m livre


OURO Wendell Belarmino – S11 – 200m medley


OURO Gabriel Araújo – S2 – 200m livre


OURO Carol Santiago – S12 – 100m borboleta


OURO Esthefany Rodrigues – S5 – 200m medley


OURO Revezamento 4x100m medley 49 pontos – Douglas Matera, Carol Santiago, Wendell Belarmino e Lucilene Sousa


PRATA Mayara Petzold – S6 – 400m livre


PRATA Gabriel Cristiano – S8 – 100m livre


PRATA Lídia Cruz – S4 – 50m costas


BRONZE José Luiz Perdigão – S11 – 200m medley


BRONZE Edênia Garcia – S4 – 50m costas


Halterofilismo


BRONZE Bruno Carra, João Maria França e Mariana D’Andrea – equipe mista


Tiro esportivo


OURO Alexandre Galgani – SH2 – R4 – Rifle em pé 10


PRATA Carlos Garletti – SH1 – R6 – Rifle deitado 50m


A delegação brasileira


O Parapan de Santiago começou oficialmente nesta sexta-feira, 17, na cerimônia de abertura. Com exceção ao tênis de mesa, que tem jogos desde quinta-feira, 16, as disputas foram iniciadas neste sábado, 18.


Para esta edição, a delegação brasileira conta com 324 atletas, 190 homens e 134 mulheres, oriundos de 23 estados e do DF, em 17 modalidades. Desses competidores,  51 têm até 23 anos, 108 são cadeirantes, 132 são estreantes no evento continental, 72 treinam nos Centros de Referência do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e 11 disputaram o Parapan de Jovens, em Bogotá, Colômbia, no último mês de junho. 


Patrocínio


As Loterias Caixa e a Braskem são as patrocinadoras oficiais do atletismo.


As Loterias Caixa são a patrocinadora oficial do Halterofilismo, natação, tiro esportivo, basquete em cadeira de rodas e goalball.


Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível 


Os atletas Beth Gomes, Izabela Campos, Jerusa Geber, Thalita Simplício, Talisson Glock, Wendell Belarmino, Thiago Paulino, Yeltsin Jacques, Laila Abate, Lídia Cruz, Douglas Matera, Patrícia Santos e Mariana D’Andrea são integrantes do Programa Loterias Caixa, programa de patrocínio individual da Loterias Caixa que beneficia 91 atletas.


Time São Paulo


Os atletas Aline Rocha, Edênia Garcia, Beth Gomes, Estefany Rodrigues, Jerusa Geber, Julio Agripino, Gabriel Cristiano e Thalisson Glock são integrantes do Time São Paulo, parceria entre o CPB e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, que beneficia 106 atletas de 14 modalidades.

0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2023 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com Instagram: @salvador_noticias_oficial
- Topo ↑