Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 20 de fevereiro de 2024

Estudantes utilizam cascas de frutas para tratar água contaminada


 Estudantes de Camaçari utilizam cascas de frutas para tratar água contaminada

Biossorvente a partir de resíduos de frutas é opção eficaz e economicamente viável


A prática de atividades industriais gera diversos tipos de resíduos poluentes que, ao serem lançados na natureza, geram ações tóxicas em toda cadeia alimentar dependente da vida marinha. Na busca por soluções para a crise hídrica, estudantes do Centro Territorial de Educação Profissional da Região Metropolitana, em Camaçari, avaliaram a eficácia das cascas de frutas no tratamento da água poluída.


As jovens Karen Ribeiro e Kevillyn da Silva, sob orientação do professor Gabriel Luiz dos Santos, explicam que esses estudos são fundamentais, já que o descarte de substâncias tóxicas na água causa um problema de contaminação mundial. “Ao compreender que os metais pesados têm características como elevados níveis de reatividade e bioacumulação, buscamos uma solução com custo-benefício para remoção deles”, afirma Karen.


O projeto, que até o momento constatou êxito com cinco cascas de frutas, como banana nanica, laranja, maçã, coco verde e abacaxi, apresentou maior valência com a banana. Para o desenvolvimento do biossorvente, as cascas são selecionadas, cortadas em tiras e expostas à secagem orgânica. Em seguida, são trituradas e o Ph é avaliado.


Nas etapas finais, ocorre a análise granulométrica e a remoção dos metais. Karen explica que a passagem dos íons metálicos presentes na água para a superfície de um resíduo sólido orgânico é chamada de adsorção. Ela age como sítio ativo, capaz de atrair os metais.


Para o futuro, a dupla pretende aprimorar os métodos de adsorção e promover o que consideram uma opção economicamente viável. “Nosso projeto almeja viabilizar os conhecimentos sobre a capacidade vital dos resíduos das frutas e como eles podem ser utilizados”, revela.


Bahia Faz Ciência


A Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) estreou no Dia Nacional da Ciência e do Pesquisador Científico, 8 de julho de 2019, uma série de reportagens sobre como pesquisadores e cientistas baianos desenvolvem trabalhos em ciência, tecnologia e inovação de forma a contribuir com a melhoria de vida da população em temas importantes como saúde, educação, segurança, dentre outros. As matérias são divulgadas semanalmente, sempre às segundas-feiras, para a mídia baiana, e estão disponíveis no site e redes sociais da Secretaria. Se você conhece algum assunto que poderia virar pauta deste projeto, as recomendações podem ser feitas através do e-mail ascom@secti.ba.gov.br.


Fonte: Ascom/Secti

0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2023 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com Instagram: @salvador_noticias_oficial
- Topo ↑