Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 7 de março de 2024

Acessórios e roupas de grifes falsas?


 Acessórios e roupas de grifes falsas? No mundo dos temperos não é diferente! Conheça 4 dicas para não cair em golpe na hora da compra de ervas e especiarias


Na compra de temperos adulterados, além do prejuízo financeiro, o consumidor também pode colocar sua saúde em risco


São Paulo, fevereiro de 2024 – Se você pensava que a falsificação era exclusividade de bolsas e produtos de luxo, prepare-se para uma surpresa temperada: no mundo das especiarias, a prática também deixa a sua marca. Pesquisas conduzidas pelo Instituto Adolfo Lutz, entre 2017 e 2019, apontaram fraudes em ervas e especiarias.


Por isso, hoje, a escolha criteriosa dos ingredientes nas refeições diárias é de extrema importância e a atenção deve ser redobrada sobretudo quando a compra for a granel ou de marcas desconhecidas. 


Com um portfólio que abrange mais de 30 tipos de ervas e especiarias 100% naturais, a Kitano, marca brasileira líder no segmento e pertencente à General Mills, empresa global com referência histórica em padrões de qualidade e segurança, detentora de certificações e processos nos EUA que são usados hoje no mundo todo, destaca-se pela transparência em relação à origem de seus produtos.


De acordo com Iramaia Figueiredo, Especialista em Assuntos Regulatórios na General Mills, os produtos da marca passam por processos robustos para seleção e avaliação de fornecedores de ingredientes, garantindo a qualidade e segurança dos produtos. Além das exigências dos órgãos que fiscalizam a produção de alimentos, sendo eles a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), a marca nacional da General Mills segue padrões internos para que os produtos atendam a qualidade desejada pelos consumidores, possuindo, também, a certificação FSSC 22.000, baseada na ISO e reconhecida internacionalmente para auditoria e certificação da segurança de alimentos.


“Optar por produtos embalados por fabricantes de alimentos confiáveis é uma forma de garantir maior segurança. As empresas devem atender diversas regulamentações que garantem a qualidade higiênico-sanitária e evitam o risco de contaminação dos alimentos”, afirma Iramaia Figueiredo.


Diferente dos padrões de qualidade seguidos pelas indústrias, que passam por vistorias constantes em cada etapa do processo para assegurar a confiabilidade dos produtos embalados, temperos a granel têm uma fiscalização menor, devido a quantidade de lojas. Com isso, o risco de contaminação ou adulteração é muito maior em relação à compra de um produto industrializado.


Para Manoella Tarouco, Gerente de Marketing Sênior para Kitano na General Mills, muito além de preço, é importante que os consumidores estejam cientes dos riscos e adotem medidas de precaução ao comprar ervas e especiarias. 


“Nem todas as empresas seguem as normas ou possuem certificações de qualidade, por isso é preciso atenção na hora da compra, e dar preferência às empresas idôneas que seguem os rígidos padrões de qualidade. Produtos vendidos a granel também são mais suscetíveis à contaminação e adulteração”, avalia Manoella.


Para ficar por dentro do processo que envolve a cadeia alimentícia na área de ervas e especiarias, Manoella Tarouco dá algumas dicas para uma compra segura. Confira abaixo.



Dê preferência à produtos embalados e de marcas conhecidas


A cadeia de suprimento de ervas e especiarias é extensa, complexa e globalizada. E é exatamente essa complexidade da cadeia, associada a questões de demanda, que acabam criando oportunidades para a adulteração de ervas e especiarias. É aconselhável que o consumidor opte pela compra de ervas e especiarias de empresas reconhecidas no mercado, que possam garantir e comprovar seus controles de qualidade no momento da compra da matéria-prima e, também, no envase.



Desconfie de produtos com valores abaixo da média do mercado


Produtos com valores atraentes, praticados abaixo da média do mercado devem ser bem analisados, pois podem estar “encurtando” algum processo de controle que, na ponta final, fará grande diferença em sua qualidade. Fatores como adulteração ou falta de fiscalização em alguma das etapas estão sujeitos nesse tipo de produto que é “barateado”.




Análise da qualidade dos temperos e prazo de validade


O prazo de validade é estabelecido por meio de diferentes testes realizados pela indústria de alimentos que garantem que aquele produto manterá as suas características sensoriais (sabor, cor, aroma) e segurança de consumo até a data indicada no rótulo. Para os produtos vendidos a granel, é difícil identificar se são seguros do ponto de vista microbiológico, pois são mais susceptíveis à adulteração (fraude) e contaminação. Outro ponto de atenção é o local de armazenamento e embalagem neste tipo de situação, pois falhas humanas podem ocorrer no manuseio dos temperos.



A importância da embalagem para proteção


As embalagens de ervas e especiarias da Kitano foram desenvolvidas para manter as características sensoriais e segurança do alimento. No caso de ervas e especiarias vendidas a granel, não se pode garantir esse controle.



0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2023 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com Instagram: @salvador_noticias_oficial
- Topo ↑