Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 7 de março de 2024

Impacto dos Hormônios e Mulheres na Menopausa

 
Impacto dos Hormônios e Mulheres na Menopausa na Sociedade Moderna


A menopausa, marcada pelo término do ciclo reprodutivo feminino, tem sido historicamente associada ao início do processo de envelhecimento e desencadeia uma série de mudanças físicas e emocionais nas mulheres. O climatério, período de transição entre a fase fértil e a menopausa, é amplamente reconhecido como uma questão médica em nossa sociedade contemporânea.


O objetivo deste comunicado é examinar o papel dos hormônios, frequentemente vistos como agentes influentes nas dinâmicas humanas, e como eles afetam a subjetividade das mulheres que atravessam a menopausa em uma cultura que valoriza a juventude e a produtividade.


As mudanças hormonais associadas à menopausa são frequentemente percebidas como desequilíbrios, resultando em sintomas como ondas de calor, diminuição da libido, osteoporose, problemas cardíacos e ressecamento vaginal. Essas percepções levam muitas mulheres a buscar soluções médicas, como a terapia de reposição hormonal, na tentativa de restaurar o equilíbrio perdido durante o processo de envelhecimento.


No entanto, é importante reconhecer que a prescrição de hormônios pelos médicos muitas vezes é acompanhada da promessa implícita de que as mulheres podem manter a juventude e a atratividade sexual aos olhos de seus parceiros masculinos. Isso reflete uma perspectiva social que reforça normas de gênero tradicionais, incluindo o machismo e a heteronormatividade.


Apesar de o estrógeno estar disponível para venda há mais de seis décadas, persiste uma considerável confusão entre as mulheres quanto aos riscos e benefícios da terapia hormonal na menopausa (THM), seja com terapia estrogênica isolada ou associada a progestágenos. A publicação de estudos controlados e randomizados, como o Heart and Estrogen/progestin Replacement Study (HERS) e o Women’s Health Initiative (WHI), tem intensificado essa controvérsia sobre o equilíbrio entre risco e benefício.


Embora milhares de mulheres recorram à THM para alívio dos sintomas menopausais, como sintomas vasomotores e sudorese, muitas também continuam o tratamento com a esperança de prevenir doenças crônicas. Efeitos já estabelecidos do estrógeno incluem a manutenção da massa óssea e a prevenção de fraturas, enquanto estudos observacionais sugerem potenciais benefícios na redução do risco de doenças vasculares.


Entretanto, estudos randomizados e controlados não demonstraram evidências de que a terapia hormonal beneficie mulheres com doença vascular estabelecida ou mesmo mulheres aparentemente saudáveis. Além disso, o aumento do risco de câncer de mama e doença tromboembólica tem sido confirmado nesses estudos, embora a incidência absoluta de efeitos adversos seja baixa, especialmente no primeiro ano de tratamento, mas aumente com o tempo de uso. Dessa forma, a relação risco/benefício da THM deve ser avaliada de forma individualizada para cada paciente, levando em consideração seus sintomas, histórico médico e preferências pessoais.


A terapia de reposição hormonal tem sido promovida como uma maneira de aliviar os sintomas da menopausa e melhorar a qualidade de vida das mulheres. No entanto, é importante abordar questões mais amplas relacionadas à percepção da menopausa na sociedade e aos padrões de beleza e sexualidade impostos às mulheres à medida que envelhecem.


Concluímos que uma abordagem mais holística e inclusiva é necessária para entender e abordar os desafios enfrentados pelas mulheres durante a menopausa. Isso inclui uma análise crítica das normas de gênero e das pressões sociais que influenciam a forma como a menopausa é percebida e tratada na sociedade moderna. Finaliza Dra Kelly Pico


0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2023 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com Instagram: @salvador_noticias_oficial
- Topo ↑