Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 11 de março de 2024

Infectologista com atuação no combate à dengue dá dicas

 


No início desta semana, o governador Tarcísio de Freitas declarou estado de emergência em São Paulo, pelos números atingidos pela epidemia de dengue em território paulista. Segundo o Centro de Operações de Emergências, o estado soma mais de 355 mil casos, além de 31 mortes em decorrência da doença. Estão em investigação, mais 79 mil contágios e 122 óbitos. 


O número de ocorrências de dengue em 2024 já mais de 400% maior do que o registrado no mesmo período, em 2023, fazendo com que milhares de pessoas busquem compreender quais são as medidas profiláticas referentes à doença e de que forma é possível identificar os sintomas da dengue, além de quais são as variáveis da patologia e como funciona o tratamento de combate à ela. Em meio à preocupação populacional, o Google Trends registrou um aumento de 70% no interesse dos brasileiros pela palavra "dengue".


Para contribuir com esse processo de conscientização populacional, o AmorSaúde, disponibiliza profissionais que atuam na área de infectologia - e correlatas - e que estão trabalhando nas regiões mais afetadas (Acre, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro) para entrevistas por texto, áudio ou vídeo.


A dengue, uma doença viral transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, pode variar em gravidade e é essencial reconhecer os sinais de alerta para buscar assistência médica no momento certo.


Sinais de Alerta da Dengue:


1. Febre Alta: Acima de 38,5ºC é comum nos primeiros dias da infecção.


2. Dor de Cabeça Intensa: Principalmente na região atrás dos olhos.


3. Dor Muscular e Articular: Forte dor nas articulações e músculos.


4. Manchas Vermelhas na Pele: Sinais de sangramento subcutâneo.


5. Náuseas e Vômitos: Podem levar à desidratação.


6. Fadiga Intensa: Sensação de extrema fraqueza.




Categorização de Quadros:


1. Dengue Clássica: Sintomas semelhantes a um quadro gripal, com evolução favorável na maioria dos casos.


2. Dengue Hemorrágica: Caracterizada por sangramento, choque e risco de vida.


3. Síndrome de Choque Dengue: Quadro grave, com hipotensão, choque e disfunção de órgãos.




Quando Procurar a clínicas médicas e o Pronto-Socorro:


1. Clínicas médicas: No caso de sintomas leves, febre ou desconforto, procurar clínicas médicas garante uma avaliação especializada.


2. Pronto-Socorro: Se apresentar sinais de alerta, como hemorragias, dor abdominal intensa ou confusão mental, dirija-se imediatamente ao pronto-socorro.




Medidas Preventivas contra a Dengue:


1. Elimine Criadouros: Mantenha recipientes limpos e sem água parada.


2. Utilize Repelentes:Principalmente durante o dia, quando o Aedes aegypti é mais ativo.


3. Telas e Mosquiteiros: Proteja-se enquanto dorme.


4. Vista Roupas Protetoras: Principalmente em áreas de risco.


5. Medidas Coletivas: Envolva a comunidade em ações de controle do mosquito.




Dicas do profissional de medicina Dr. Alexandre Pimenta, Responsável Técnico do AmorSaúde


0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2023 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com Instagram: @salvador_noticias_oficial
- Topo ↑