Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 9 de abril de 2024

refeitura intensifica medidas para mitigar efeitos dos temporais



Com volume de chuvas acima da média, Prefeitura intensifica medidas para mitigar efeitos dos temporais


A Prefeitura de Salvador intensificou as ações para mitigar os efeitos das chuvas que atingem a capital baiana nas últimas horas, o que levou a Defesa Civil (Codesal) a emitir nível de alerta máximo na noite deste domingo (7). Nas últimas 24 horas, foram registrados mais de 175 mm de chuvas e, no mês, mais de 300 mm, número que já superou a previsão para abril inteiro. A média histórica para o mês é de 284,9 mm.


Na manhã desta segunda-feira (8), o prefeito Bruno Reis se reuniu com secretários e dirigentes que integram o Sistema Municipal de Defesa Civil, no Centro de Monitoramento de Alerta e Alarme da Codesal, para avaliar o cenário e as medidas que estão sendo adotadas para solucionar os problemas ocasionados pelas chuvas e dar suporte à população, principalmente aquela que vive em áreas de risco.


Participaram da reunião os secretários da Saúde, Ana Paula Matos; de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Francisco Torreão; e de Manutenção (Seman), Lázaro Jezler; o superintendente de Obras Públicas (Sucop), Orlando Castro; o superintendente da Transalvador, Décio Martins; o diretor de Iluminação, Angelo Magalhães; dentre outros dirigentes.


Por conta do alto volume de chuva, as sirenes foram acionadas em oito comunidades. Também foram registrados desabamentos, deslizamentos, alagamentos e queda de árvores. “Nossas equipes já estão atuando nesses locais, inclusive nas ocorrências de alagamentos em alguns locais da cidade, em especial naqueles que estão próximos a alguns rios que cortam a cidade. Nesses locais, estamos fazendo intervenções de micro e macro drenagem”, disse o prefeito.


O prefeito afirmou que a Prefeitura vai conceder auxílio emergencial para indenizar as famílias que perderam seus pertences. “Portanto, a Prefeitura está chegando junto, mas é importante a sua participação. Então, quem mora em área de risco, onde nós acionamos os sistemas, por favor, procurem algum dos nossos abrigos. Temos nove escolas onde estamos abrigando as pessoas, além das nossas unidades de acolhimento”, alertou.



Bruno Reis pontuou que, mesmo em locais de risco em que as sirenes não foram acionadas, é importante que as pessoas fiquem alertas. “Como também quem mora em outras áreas que não tem um sistema de alerta e alarme, mas que nós sabemos que é uma área de risco, por favor, evacuem as suas casas”, frisou.


Em caso de ocorrências, as pessoas podem acionar o 199. “A Prefeitura está toda mobilizada para enfrentar as chuvas. Com fé em Deus, nós vamos passar por mais esse momento resistindo. A cidade está muito mais preparada, mas é importante a participação de todos”, destacou o prefeito.


Medidas - As sirenes foram acionadas nas seguintes comunidades: Bom Juá; Irmã Dulce e Mangabeira, na região de Cajazeiras; Calabetão; Vila Picasso (Capelinha de São Caetano); Vila Sabiá (Liberdade); Voluntários da Pátria (Lobato); e Baixa do Cacau (São Caetano). Hoje, são 14 sirenes instaladas em áreas de risco da capital baiana.


O diretor da Codesal, Sosthenes Macedo, explica que as sirenes são acionadas após um acumulado de 150 mm de chuvas em 72 horas, somado à continuidade de chuvas fortes ou muito fortes por mais 24 horas. “A gente envia o SMS, encaminha as nossas equipes e aciona a sirene para que as pessoas possam ir para um abrigo, no caso uma escola municipal”, afirmou.



Segundo ele, as equipes da Codesal e do Sistema Municipal de Proteção e Defesa Civil estão atuando de forma contínua, 24 horas por dia, realizando vistorias e adotando ações para garantir a segurança da população. “Não tivemos nenhuma ocorrência com vítimas”, ressaltou ele.


Sosthenes Macedo disse ainda que as fortes chuvas das últimas horas foram ocasionadas por um sistema inédito em Salvador. “A gente não tinha ainda vivenciado ele aqui na capital dos baianos, que era um complexo convectivo que trouxe 107 milímetros em duas horas e meia de segunda para terça-feira. Durante toda a semana, nós tivemos ventos úmidos associados a um sistema de baixa pressão, conhecido como cavado, que intensifica esses ventos úmidos, trazendo muita chuva”, explicou.


Somado a isso, continuou o diretor da Codesal, também há resquício de uma frente fria que atuou na região Sudeste e chegou a Salvador durante a semana. Ele disse que as chuvas devem continuar nesta segunda e terça-feira (9) e devem reduzir a partir de quarta (10).


Investimentos - Ao longo dos últimos anos, a Prefeitura promoveu uma série de investimentos para proteger a vida das pessoas. Foram mais de 300 geomantas implantadas e cerca de 190 obras de contenção de encostas já entregues. Somente com as contenções, foram investidos quase R$200 milhões.


Além das intervenções em áreas de risco, Salvador conta com um moderno sistema de monitoramento e alerta, o que tem evitado mortes em deslizamentos causados pela chuva. O Centro de Monitoramento de Alerta e Alarme da Defesa Civil (Cemadec) funciona 24 horas por dia, com uma equipe multidisciplinar formada por meteorologistas, estatísticos, engenheiros eletricistas, engenheiros civis e operadores.


Fotos: Valter Pontes / Secom PMS
/ Secom PMS

0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2024 / Salvador-Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com Instagram: @salvador_noticias_oficial
- Topo ↑