Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 16 de maio de 2024

Doenças renais em cães e gatos: ação em Salvador orienta tutores sobre riscos


Doenças renais em cães e gatos: ação em Salvador orienta tutores sobre riscos 


Silenciosos e com progressão lenta, os problemas tornam-se visíveis somente quando há perda significativa das funções do órgão 


Assim como os humanos, os pets precisam dos rins em pleno funcionamento para a filtragem do sangue e eliminação de substâncias tóxicas ou dispensáveis ao organismo por meio da urina. Quando há a perda dessas e outras funções, além de problemas na absorção de nutrientes e produção de hormônios, podem ocorrer quadros de insuficiência, cálculo renal, tumores e até mesmo a morte do animal de estimação.   


Para auxiliar na prevenção e redução dos impactos de doenças que são geralmente silenciosas, no dia 25 de maio, das 8h às 12h, a Clínica Veterinária (Clivet) da Universidade Salvador (UNIFACS) realiza uma ação com orientação e triagem. A iniciativa faz parte do calendário de atividades da clínica e tem o objetivo de alertar os tutores sobre os principais fatores de risco, sintomas e importância dos check-ups regulares para o diagnóstico em estágios iniciais. Agendamentos e outras informações estão disponíveis através do WhatsApp (71) 3203-2649.   


Coordenadora da clínica, professora Simone Freitas esclarece que a doença renal crônica não tem cura, mas com tratamento adequado é possível gerenciar os sintomas e retardar a progressão. “As condições renais podem não ser detectadas logo de início, pois muitos cães e gatos manifestam os sinais tardiamente. No momento que esses indícios são observados pelos tutores, a exemplo de aumento da sede e micção, perda de apetite, vômitos frequentes, letargia e urina com sangue, já existe um grave comprometimento do órgão”, explica. 

 


Medidas 

As causas das doenças que prejudicam os rins podem variar desde idade avançada, predisposição genética, obesidade, dieta desequilibrada, ingestão insuficiente de água e condições preexistentes como diabetes mellitus e hipertensão arterial. Certas raças também apresentam maior predisposição ao desenvolvimento.  Pinscher, pastor alemão, poodle, boxer, persa, siamês, angorá e azul russo são algumas delas. Estima-se que um a cada 10 cachorros e um em cada três gatos são afetados ao longo da vida.   


Com o intuito de evitar os quadros que comprometem o bem-estar e a saúde dos bichinhos, a professora da UNIFACS, integrante do Ecossistema Ânima, traz as seguintes dicas:    


Ofereça uma dieta balanceada e de qualidade, conforme a idade e peso ideal; 

Garanta o acesso constante à água fresca; 

Evite o contato dos animais com toxinas, a exemplo de produtos de limpeza e plantas venenosas; 

Realize exames veterinários regularmente, para a detecção precoce de qualquer doença renal.  


Além dessas recomendações, ela reforça que as consultas de rotina ainda são as melhores formas de prevenção. “Os rins desempenham papel vital, uma vez que filtram resíduos do corpo e mantêm o equilíbrio de fluidos. Por isso, a intervenção do médico veterinário deve ocorrer bem antes da presença de sintomas. O tempo entre as consultas e exames também é determinado pelo profissional”, enfatiza a especialista.  


Serviço   


Ação preventiva contra doenças renais em pets  


Quando: 25 de maio (sábado)    


Horário: 8h às 12h     


Onde: Clivet UNIFACS (Avenida Jorge Amado, 674 - Boca do Rio, Salvador)   


Agendamento e outras informações: WhatsApp (71) 3203-2649  


0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2024 / Salvador-Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com Instagram: @salvador_noticias_oficial
- Topo ↑