Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 19 de junho de 2024

Doença azoospermia afeta, em média, de 1 a 2% dos brasileiros



 Doença silenciosa, azoospermia afeta, em média, de 1 a 2% dos brasileiros 


Tudo parece bem, as relações sexuais são normais, mas depois de um ano – em média – de tentativas de gravidez sem proteção, o casal não alcança o sucesso. É hora de investigar o que pode estar acontecendo. E, ao contrário do que muita gente pensa, o problema nem sempre está na mulher. Às vezes, a causa da infertilidade do casal é masculina. Um problema silencioso, que atinge de 1 a 2% dos brasileiros, pode ser o responsável: azoospermia.


A azoospermia é uma alteração seminal caracterizada pela ausência de espermatozoides no sêmen ejaculado. Esta é uma das principais causas da infertilidade masculina, pois, sem a presença dos gametas, é impossível que aconteça a fecundação. Diversos fatores podem causar a azoospermia, que pode ser classificada como obstrutiva ou não obstrutiva.


Para diagnosticar o problema, é necessário realizar um exame de espermograma, feito a partir da análise de uma amostra de sêmen coletado por meio de masturbação. “A partir do diagnóstico confirmado, são solicitados outros exames complementares, para verificar se a condição é obstrutiva ou não obstrutiva e, a partir daí, estabelecer a conduta para o paciente”, explica o médico Agnaldo Viana, do IVI Salvador.


A azoospermia obstrutiva acontece quando existe algum bloqueio no caminho pelo qual os espermatozoides transitam, como os canais deferentes e o epidídimo, por exemplo. Nesse caso, o homem produz espermatozoides normalmente, mas eles são impedidos de passar pelos canais adequados no momento da ejaculação. Quando a ausência de espermatozoides no sêmen é causada por problemas na produção dos gametas, chamada espermatogênese, a azoospermia é considerada não obstrutiva. Essa condição pode estar relacionada a problemas hormonais ou a fatores que prejudicam o funcionamento dos testículos.


As causas mais comuns da azoospermia são doenças e infecções como a epididimite, orquite, prostatite e Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs); vasectomia; varicocele; distúrbios hormonais; traumas causados por pancadas ou lesões nos testículos; ou ainda um tratamento oncológico.


Entre todas elas, duas causas demandam uma atenção maior. São a varicocele e os tratamentos oncológicos. A varicocele é a principal causadora de infertilidade masculina e prejudica a espermatogênese. Os tratamentos contra o câncer também afetam a produção dos gametas e, nesse caso, é indicada a preservação da fertilidade com o congelamento de sêmen antes de iniciar os tratamentos oncológicos.


O tratamento mais indicado para a azoospermia vai depender do motivo que a esteja causando. Quando causada por uma doença, com IST, é necessário tratá-la para evitar outras consequências graves e possivelmente recuperar a fertilidade do homem.  Se a causa é um problema hormonal, é preciso identificá-lo para que possa ser tratado. Quando a azoospermia é resultado de lesões, é comum que a produção volte ao normal depois da recuperação com cuidados adequados.


Para aqueles homens que são diagnosticados e têm o desejo de ser pais, uma possibilidade viável é a reprodução assistida, através da fertilização in vitro (FIV). Se o homem possui azoospermia obstrutiva, é possível, nesse caso, fazer a coleta diretamente dos testículos ou do epidídimo. Caso o paciente não consiga, mesmo após tratamentos, recuperar a sua capacidade de produzir seus gametas, uma opção é realizar a Fertilização In Vitro com os espermatozoides de um doador anônimo, através de um banco de sêmen.

0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2024 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑