Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 28 de junho de 2024

Entenda como agir em casos de envenenamento de cachorros e gatos

 


Entenda como agir em casos de envenenamento de cachorros e gatos


O tema voltou à tona em função de relatos ocorridos no Rio de Janeiro, porém essa realidade está presente em diversos locais do país. A médica-veterinária Juliana Dhein traz dicas de prevenção e de como socorrer o pet em caso de envenenamento.


O envenenamento de animais por substâncias químicas e outros produtos que podem causar até mesmo a morte, ainda que seja uma prática criminosa e cruel, segue ocorrendo. Assim, gerando preocupação entre tutores e autoridades.


Juliana Dhein, médica-veterinária e gerente técnica do Grupo Hospitalar Pet Support, alerta sobre este risco: “infelizmente, sabemos que essa maldade do envenenamento ainda é praticada. Além disso, sabemos que podem ocorrer também intoxicações acidentais. É muito importante estar atento ao pet e a qualquer sintoma que ele possa apresentar para agir o mais rápido possível”.


Formas comuns de envenenamento:


Alimentos contaminados: de acordo com Juliana, é comum que substâncias tóxicas sejam misturadas a alimentos atraentes para os animais, como pedaços de carne ou salsicha. Entre os venenos mais utilizados estão raticidas, pesticidas e medicamentos humanos.


Substâncias químicas no ambiente: produtos químicos usados em jardinagem, como fertilizantes e herbicidas, podem ser altamente tóxicos para os animais. 


Plantas tóxicas: a médica-veterinária também explica que algumas plantas ornamentais, como lírios, azaleias e comigo-ninguém-pode, são venenosas se ingeridas, sendo estas ingestões geralmente acidentais por pets.


Produtos domésticos: produtos de limpeza, medicamentos humanos e outros itens domésticos comuns podem ser extremamente perigosos se ingeridos.


Sintomas de envenenamento:


Juliana relata que se o pet apresentar algum dos seguintes sintomas, ele pode ter sido envenenado:


-Vômito e diarreia 


-Salivação excessiva


-Convulsões ou tremores


-Fraqueza ou letargia


-Dificuldade para respirar


-Pupilas dilatadas ou contraídas


Como proceder em caso de suspeita de envenenamento:


De acordo com a médica-veterinária, é preciso manter a calma para agir de maneira eficaz. Para isso, ela destaca alguns passos a serem seguidos:


Contato imediato com o veterinário: leve o seu pet imediatamente ao veterinário. Se possível, leve uma amostra do que acredita ter causado o envenenamento (embalagem do produto, planta ou alimento).


Não induza o vômito sem orientação: induzir o vômito pode ser perigoso dependendo da substância ingerida. Siga as orientações do veterinário.


Mantenha produtos perigosos fora do alcance: Certifique-se de que produtos químicos, alimentos tóxicos e plantas venenosas estejam sempre fora do alcance dos animais.


Use somente medicamentos prescritos por um médico veterinário: Muitos remédios de uso humano podem ser tóxicos aos pets, por isso é importante não usar nenhum medicamento que não tenha sido prescrito por um médico veterinário. 


Prevenção é a melhor solução!


Supervisão constante: supervisionar seu pet durante passeios e evitar que ele tenha acesso a locais onde pode haver substâncias tóxicas.


“O envenenamento de pets é uma prática cruel e ilegal. É fundamental que a população se mantenha vigilante e reporte qualquer atividade suspeita às autoridades competentes. Com medidas preventivas e uma resposta rápida, podemos proteger nossos animais de estimação e garantir seu bem-estar”, finaliza a médica-veterinária. 


 


0 comentários :

 

Paparazzo

Paparazzo
É DO SALVADOR NOTÍCIAS!

Carnaval

Carnaval
Blog do Carnaval

Eventos

Eventos
Revista (Let's Go)

São João

São João
Arraiá do Salvador Notícias é aqui!
SALVADOR NOTÍCIAS
Todos os direitos reservados desde 2000-2024 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑