Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Solo poético Nenhuma Carta em cartaz dia 15 de dezembro


Apresentação faz parte da programação do II FESTAC e ocorre no Teatro Martim Gonçalves


Uma atriz em cena, o poeta ausente. Frente à frente com suas memórias, ela reflete sobre o suicídio do seu melhor amigo. A partir da morte do amigo poeta, a atriz escreve e dá vida a Nenhuma Carta, solo que será apresentado no II Festival Estudantil de Artes Cênicas – FESTAC ano II -, no dia 15 dezembro, às 20h, no Teatro Martim Gonçalves.
Para a atriz e diretora de teatro, a montagem é uma maneira de celebrar a amizade, o amor e as parcerias que tornam possíveis certas travessias. “Sons. Silêncios. Pausa. A morte pode nos atravessar de diversas formas e nos ensinar. As ausências, muitas vezes, nos lembram que ainda estamos por aqui”, pontua Lacerda.
Nenhuma Carta nasce como uma celebração ao poeta baiano Alexandre Coutinho, falecido em 2013. A partir do acontecimento da morte do seu amigo poeta, a atriz/performer Larissa Lacerda (que também assina a direção do espetáculo) lança mão de lapsos, erra diante das memórias e de uma narrativa estilhaçada pelo presente, para refletir sobre ausência, solidão, morte, e, inevitavelmente, sobre amor e amizade.
A ficção do universo que se apresenta diante do público é uma espécie de espetacularização da própria vida. Em cena, Larissa Lacerda traz o seu processo de pesquisa sobre o suicídio, tenta entender como ele é visto historicamente por diversas culturas, sob a visão de diversos filósofos, de personagens, mitos etc. Poemas e canções, trocas com o público fazem parte desse caminho para tentar chegar em algum lugar, alguns entendimentos, alguma compreensão.
O espetáculo, que foi a formatura de Larissa Lacerda no curso de Artes Cênicas da UFBA com ênfase em Direção Teatral, é o segundo fruto de uma pesquisa que começou em 2014 com “Precipício: experimento n°1”.  A obra tem como suporte para a construção cênica as próprias memórias da atriz/performer, poemas, diários, textos de blog, canções e cartas de despedidas de escritores suicidados e é uma realização do grupo Panacéia Delirante.
Na equipe, estão Camila Guilera (Assistência de Direção e Coordenação de produção), Luciano Salvador Bahia (Direção Musical), Barbara Barbará (Direção de Movimento), Agamenon Abreu (Figurino, arte gráfica e maquiagem), Rodrigo Frota (Cenografia), João Batista (iluminação) Lorena Grisi (consultoria literária).
FESTAC
O Festival Estudantil de Artes Cênicas - FESTAC chega ao seu segundo ano querendo discutir como é criar, produzir e gerir montagens cênicas dentro das escolas secundaristas e universidades de Artes Cênicas baianas. Em 2017, o festival realizado numa parceria entre os coletivos teatrais COATO e COOXIA, e a Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia (ETUFBA) ocorre entre os dias 08 e 17 de dezembro, em vários espaços culturais da cidade e ocupando ruas do centro soteropolitano.
Ao todo, serão apresentados 12 espetáculos da capital e do interior do Estado (Feira de Santana, Ilhéus, Jequié e Santo Antônio de Jesus); Mesa de Debate: Gerir Resistência, sobre sustentabilidade e manutenção de festivais universitários; e um Workshop de Crítica Cultural com profissionais da Revista Barril.
O II FESTAC tem o apoio financeiro do Calendário das Artes 2017, edital da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), Governo do Estado da Bahia; e do Programa de Extensão Universitária, da Universidade Federal da Bahia (PROEXT/Ufba).

Serviço
O quê: Nenhuma Carta - solo com Larissa Lacerda
Quando: 15 de dezembro, às 20h
Onde: Teatro Martim Gonçalves 
Entrada: R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia) 

0 comentários :

 

E Chic

Blog do Sâo Joâo

Decoraçâo

Decoraçâo

São Joâo

São Joâo
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑