Seja bem-vindo. Hoje é

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Bahia: Novas vagas para cursos técnicos são oferecidas no estado

Na Bahia, serão ofertadas neste início de ano 51.794 vagas para o Ensino Médio Integrado com a Educação Profissional (EPI). Segundo a Secretaria Estadual de Educação, estudantes de 142 municípios baianos terão a oportunidade de ingressar nessa modalidade. As inscrições terminam nesta terça-feira (23).


Além disso, será implantada uma “nova matriz curricular” para 45 cursos, com redução de quatro para três anos de duração. O superintendente estadual de Educação Profissional e Tecnológica, Durval Libânio, afirma que essa decisão foi tomada para evitar que os alunos abandonem o ensino técnico antes de entrarem para a faculdade.

“O modelo de quatro anos demonstrou uma evasão muito alta, porque o aluno desiste para fazer o vestibular, para tentar um curso superior. Em geral, o ensino médio regular é de três anos, aí ele [aluno] tem que ficar um ano a mais para poder concluir, tanto o ensino médio, como a educação profissional. A procura aumentou significativamente por conta dessa redução”, explica.

Segundo a Secretaria de Educação, a defasagem girava em torno de 30% dos alunos matriculados. No estado também devem ser ofertadas três mil vagas em 18 cursos técnicos nas áreas de Produção Cultural e Design. As ações fazem parte do Projeto Escolas Culturais. 

Para Durval Libânio, a ideia pode ajudar a ampliar a economia do estado. “Nós vamos pegar a criatividade do baiano, a nossa criatividade história, toda a capacidade cultural que nós temos já como algo inerente, e vamos tornar isso em uma economia cada vez mais ativa”, comenta.

O estudante Thiago Alves tem 17 anos e faz o Ensino Médio agregado com a educação profissional. Ele conta que, dessa forma, se sente mais confiante para arranjar um prego quando for entrar para o mercado de trabalho. “Meu curso é suporte e manutenção em informática e eu já tenho muita experiência nessa área, o que já me dá oportunidade de sair preparado para mercado de trabalho”, conta.

Como se inscrever

Os responsáveis pelos estudantes podem realizar a matrícula em qualquer colégio estadual, mesmo que não seja na mesma unidade que o aluno pretende estudar.

O procedimento pode ser feito também via internet, para os estudantes da rede estadual que vão mudar de escola e para os alunos que saíram das escolas da rede municipal de Salvador ou das mais de 30 cidades baianas. Para isso, é preciso utilizar o código de matrícula que receberam nas suas escolas de origem e acessar o Portal da Educação.

Os documentos necessários são os seguintes: original do Histórico Escolar ou Atestado de Escolaridade, firmado pela direção da unidade escolar (deve ser substituído pelo Histórico Escolar em até 30 dias); original e cópia da Carteira de Identidade (RG) ou Certidão de Registro Civil ou; original e cópia do CPF.

É preciso também apresentar original e cópia legível com data recente do comprovante de residência (água, luz, telefone fixo ou móvel, gás encanado, Internet, contrato de aluguel, IPTU, por exemplo), além do Código do SETPS (constante no Salvador Card) para as escolas do município de Salvador.

Outro caminho

Além das oportunidades disponibilizadas pelo governo do estado, a população da Bahia também pode optar pelos cursos oferecidos pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-BA).

Segundo diretor regional do Senai BA, as áreas com maior demanda na indústria baiana são eletrotécnica, eletromecânica, manutenção automotiva, segurança do trabalho e logística

De acordo com a instituição, são mais de 25 cursos diferentes que os interessados podem escolher. Segundo o diretor regional do Senai, Luís Alberto Breda, as áreas com maior demanda na indústria baiana são eletrotécnica, eletromecânica, manutenção automotiva, segurança do trabalho e logística.

Breda explica que as oportunidades são oferecidas periodicamente. “É uma oferta que acontece duas vezes por ano. Normalmente em janeiro e em julho a gente inicia esses cursos. É também uma boa oportunidade para quem quer ingressar no mercado de trabalho”, disse. O Senai-BA oferece cursos em 11 cidades do estado.

Um estudo encomendado pelo Senai, feito com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014, aponta que, profissionais que fizeram cursos técnicos têm um acréscimo na renda de 18%, em média, em relação a pessoas com perfis socioeconômicos semelhantes que concluíram apenas o ensino médio regular.



© Agência do Rádio Brasileiro LTDA

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑