Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

O Teatro Mágico e Orquestra Contemporânea de Olinda lançam clipe de música inédita

A música “Pra Acertar” é fruto da união por votação popular no projeto Conexões Sonoras



​Foto: André Fofano/ Divulgação


Depois de proporcionar grandes encontros na capital baiana, o Conexões Sonoras lança o segundo clipe de uma música inédita, dessa vez o fruto da união de O Teatro Mágico (OTM) com a Orquestra Contemporânea de Olinda (OCO).  As duas atrações se apresentaram em agosto de 2017, no Clube Fantoches da Euterpe. Após um processo coletivo de criação, nasceu “Pra Acertar”, canção que tem a letra assinada por Fernando Anitelli (OTM) e arranjo magistralmente criado pela OCO. O videoclipe está no ar no site oficial (www.conexoessonoras.com.br) e redes sociais do Conexões Sonoras.

Com uma forma de criação inusitada, via WhatsApp, conversas por telefone e finalizando com o encontro emblemático das duas atrações no palco do Conexões Sonoras, “Pra Acertar” mescla duas musicalidades distintas que se fundem perfeitamente em um som marcante e contagiante. “Traduzimos isso na música colocando na letra essa parte lúdica do Teatro Mágico. Uma letra crescente que fala dos encontros, do que eles podem ser, do que podem ser tornar e onde podem nos levar, e o arranjo maestral da Orquestra Contemporânea de Olinda”, conta Fernando Anitelli, que divide a composição com Juliano Holanda, da OCO.

Com patrocínio da Oi, com apoio cultural do Oi Futuro, e do Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, o Conexões Sonoras promoveu três encontros esse ano e, em setembro último, lançou o primeiro clipe que resultou das combinações, “Muita Onda”, com Emicida e OQuadro. 


​Assista agora: https://www.youtube.com/watch?v=jJGif7XYQOY​

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑