Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 15 de março de 2018

Fórum tem atividades interrompidas por protesto pelo assassinato de Marielle Franco

As atividades do Fórum Social Mundial 2018 no Campus da UFBA em Ondina foram interrompidas na manhã de hoje, quinta-feira, em função do assassinato da vereadora carioca do PSOL Marielle Franco. A mesa que aconteceria na Tenda Sem Medo sobre os desafios da esquerda em 2018, com os convidados Guilherme Boulos e Sônia Guajajara, transformou-se em um ato, seguido por grande marcha de protesto, que mobilizou todos os participantes do FSM.

A vereadora, socióloga e também ativista social Marielle Franco, que integrava a comissão de acompanhamento a intervenção como forma de coibir abusos das Forças Armadas e da polícia, morreu assassinada nesta quarta-feira (14/03), aos 38 anos, no bairro Estácio, no Centro do Rio de Janeiro.

Fábio Nogueira, presidente do PSOL Bahia e militante do movimento negro, falou sobre a mudança na programação da Tenda para o protesto. “A Tenda tem um papel importante na articulação. Nós reservamos o dia para protestar contra a morte de Marielle, nossa vereadora do PSOL do RJ, que foi brutalmente assassinada. Ela estaria amanhã (16/03) aqui do FSM, falando o que sempre falou sobre a necessidade de lutar contra o extermínio do jovem negro, das mulheres e LGBT’S...Marielle continua presente!” 

Cleide Coutinho, dirigente estadual do PSOL Bahia, do setor de mulheres do partido, também falou sobre o ato e ressaltou a importância das lutas contra os crimes de ódio que estão acontecendo no nosso país. “Nós precisamos aproveitar esse momento no Fórum Mundial para denunciar esse assassinato. Nós, mulheres negras, morremos todos os dias. Ontem foi Marielle, amanhã serão outras Marielles e se nós, mulheres negras, não nos unificarmos na luta, vamos acabar nos unificando nas estatísticas e não é isso que queremos.” 

A Tenda Sem Medo é organizada pelo ativismo que constrói a Frente Povo Sem Medo na Bahia e realizará diversas atividades durante o Fórum Social Mundial 2018.

Marielle voltava de um evento chamado "Jovens Negras Movendo Estruturas" quando um carro emparelhou com o veículo onde ela estava. Foram efetuados ao menos nove disparos dos quais quatro atingiram Marielle. O motorista que dirigia o veículo também morreu e uma assessora da vereadora, que estava com os dois no carro, ficou ferida pelos estilhaços.



Fotos: João Alvarez

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑