Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Palacete das Artes pode receber exposição que retrata a vida de Mandela

Salvador está entre os destinos previstos da exposição ‘Mandela: de prisioneiro a Presidente’. A mostra pode ter uma temporada no Palacete das Artes através de parceria entre a Secretaria de Cultura do Estado (Secult) e o Instituto Brasil África (Ibraf).

O Diretor do Museu do Apartheid, Chistopher Till, acompanhado do presidente do Instituto Brasil África, João Bosco Monte, e outros representantes da cultura negra da Bahia e do Mundo, realizaram vistoria no Palacete das Artes em Salvador na manhã desta terça-feira (17), para averiguar se o espaço atende aos requisitos para receber a mostra. Na visita foram observados aspectos internos do museu como a Sala Contemporânea e a Sala de Vídeo.

O diretor do Palacete das Artes, Murilo Ribeiro, tem grande expectativa sobre a exposição. ‘’Seria um privilegio o Palacete das Artes receber essa exposição. As salas atendem perfeitamente as solicitações feitas. A gente tem muito interesse que a população participe e prestigie esta exposição”, destacou. 

A exposição já passou pela França, Suécia, Estados Unidos, Equador, Argentina, Peru e Luxemburgo, sendo vista por mais de um milhão de pessoas. Caso Salvador se confirme entre os destinos para sediar a mostra, vai enriquecer a programação do mês da consciência negra. 

A exposição traça o percurso da vida de Mandela desde o início do ativismo contra o regime racista do governo Sul Africano, passando pelos 28 anos de prisão, pela vitória no Prêmio Nobel da Paz, até a eleição como presidente da África do Sul. Para o presidente do Instituto Brasil África, João Bosco Monte, a mostra tem grande identificação com o povo brasileiro

“A figura do Mandela transcende qualquer apresentação. O estado da Bahia possui uma aproximação muito grande com a África e nós queremos fazer uma troca”, destacou 

Entre as peças da exposição estão fotos e vídeos produzidos por diversos artistas. Será também montada uma réplica da cela da Ilha de Robben, onde o líder sul-africano ficou preso por 18 anos. A exposição tem curadoria do Museu do Apartheid, em Johanesburgo, na Africa do Sul, e foi idealizada em 2008.

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑