Seja bem-vindo. Hoje é

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Secretário Estadual da Saúde rebate declarações do Prefeito de Salvador: “não está bem informado

É lamentável que no calor da disputa política, o prefeito de Salvador ACM Neto tente minimizar todo o esforço que vem sendo feito pelo Governo do Estado para melhorar as condições de vida da população da capital baiana, sobretudo na área saúde, ou não está bem informado.
Os investimentos do Governo na saúde de Salvador, nos últimos três anos, ultrapassam R$300 milhões aplicados em obras e equipamentos, isso sem contabilizar o custeio de cada unidade, que ultrapassa R$2,0 bilhões.



“Dos 1.150 leitos abertos pelo Governo do Estado entre 2015 e 2018 na Bahia, aproximadamente 500 foram em Salvador, seja com novas unidades como o HGE 2 e Hospital da Mulher ou intervenções nos hospitais Roberto Santos, Ernesto Simões, Eládio Lasserre e nas maternidades”, afirma o titular da pasta da Saúde, Fábio Vilas-Boas.

Além disso, no primeiro semestre deste ano será aberto o novo Couto Maia, unidade referência em doenças infecto-contagiosas, com 120 novos leitos e investimento de R$ 110 milhões. Também iniciam as obras da nova maternidade João Batista Caribé, além da reforma e modernização das Unidades de Emergência de Cajazeiras, Pirajá e Curuzu. O Hospital Metropolitano que está sendo erguido em Lauro de Freitas, mas também será referência para os soteropolitanos, terá 265 leitos e o investimento em obras e equipamentos alcança R$ 180 milhões.

A principal preocupação do gestor municipal deveria ser a Atenção Básica do seu município. Salvador é a última capital do país em cobertura de Saúde da Família, com apenas 30%. “Antes que se diga que os dados estão defasados, o relatório refere-se a fevereiro de 2018 e é de acesso público pela internet.” frisou.

“Neste cenário, não basta construir hospitais, pois são a última linha de assistência. Deve-se investir primordialmente em postos de saúde, policlínicas, centros de atenção psicossocial e academias de saúde, o que, por sinal, o Governo do Estado também está investindo em Salvador, assumindo a parte que a prefeitura faz de forma muito tímida”, friza o titular da pasta estadual da Saúde.

Para mudar a realidade de Salvador, que ocupa hoje a pior colocação em cobertura de Atenção Básica à saúde entre as capitais brasileiras, o Governo do Estado lançou um arrojado programa de construção de unidades básicas de saúde (UBS) e vários outros equipamentos no município. Ao todo, dentro de um ano, serão entregues à Prefeitura Municipal seis UBS, duas policlínicas, dois centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e uma Academia de Saúde. Todos serão entregues equipados e prontos para prestar assistência à população.

O Governo do Estado ainda está construindo três centros de referência estaduais, ambos na capital, sendo um para atender pacientes portadores de feridas de difícil cicatrização, outro para pessoas com anemia falciforme e um terceiro voltado para quem tem hipertensão e aterosclerose sistêmica.

Ascom Sesab


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑