Seja bem-vindo. Hoje é

domingo, 6 de maio de 2018

Antiga diretoria do Sindimed-Ba segue com tentativas para impedir o trabalho da nova gestão



No Sindicato dos Médicos da Bahia, a semana terminou com a ausência dos funcionários, à revelia da nova Diretoria da entidade. O não comparecimento do quadro de colaboradores, desde quinta-feira, foi determinada pela antiga diretoria, derrotada nas urnas. Alguns ex-diretores do sindicato levaram para frente da sede do Sindimed-BA, na sexta-feira pela manhã, pessoas ligadas a movimentos de trabalhadores. O grupo permaneceu, durante algumas horas, posicionada na calçada, em frente à sede do sindicato, em companhia de ex-diretores do Sindicato.

O ex-diretor Deoclides Cardoso Oliveira Júnior, que desde quarta-feira tem procurado criar situações de confronto à nova gestão, junto com a ex-diretora Denise Silva Andrade, iniciou sua permanência no local atravessando um carro em bloqueio à garagem de estacionamento, impedindo assim a entrada e saída da sede. Em continuidade ao comportamento dirigido aos novos dirigentes, Oliveira Júnior partiu para agressão a um médico sindicalizado, que estava no local apoiando a nova gestão.

“Lamentável essa ocorrência. Testemunhas relataram que o médico Breno Vanderlei estava do lado de fora da sede, quando sofreu a agressão, tendo o rosto atingido pelo celular e seu aparelho arremessado para o terreno ao lado”, afirma a presidente do Sindimed-BA, Dra. Ana Rita de Luna Freire Peixoto.

Funcionários foram intimidados pela diretoria anterior, para o não comparecimento, e apenas um vigilante foi encontrado na sede do Sindicato, nos últimos dois dias. “A inexistência de funcionários no local para atender às demandas dos médicos sindicalizados inviabiliza toda a prestação de serviços da entidade e torna muito mais difícil a gestão da diretoria eleita pela maioria dos votos”, afirma a atual presidente do Sindimed-BA, Dra. Ana Rita de Luna Freire Peixoto.

A dirigente lamenta que o antigo presidente do Sindicato, Dr. Francisco Magalhães “infelizmente não deu a condição de fazer uma passagem de gestão de forma tranquila, através de um processo natural de transição, com a apropriada transmissão de informações. Pelo contrário. Não recebemos as senhas dos computadores, das contas bancárias, posição de atividades que estavam em andamento ou sequer as chaves da sede, entre outros dados essenciais”, afirma. Com a visita em companhia do tabelião, que foi realizar a ata que relata as condições encontradas, os diretores puderam constatar que muitos documentos foram retirados do local, ficando as pastas vazias.

Dra. Ana Rita conta que a ex-diretoria também não transmitiu o acesso ao domínio do Sindimed na internet. “Mesmo fora da gestão, desde o dia 01 de maio, eles continuam a se apropriar do site da entidade, para transmitir informações deturpadas e impedir que a atual diretoria siga o fluxo da comunicação oficial da entidade”, afirma a presidente, Dra Ana Rita.




0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑