Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Mercado de Cajazeiras abrigará Prefeitura-Bairro e Espaço Boca de Brasa


Quase um ano após um incêndio atingir o primeiro pavimento do Mercado Municipal de Cajazeiras, o equipamento receberá duas novas funções, além do comércio de artesanato e produtos hortifrutigranjeiros: passará a comportar a Prefeitura-Bairro da região e uma unidade do projeto Boca de Brasa, da Fundação Gregório de Mattos (FGM). O prefeito ACM Neto assinou, nesta quinta-feira (3), a ordem de serviço para início imediato das obras que permitirão a nova formatação da estrutura, administrada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), na região central do bairro, na entrada da Avenida Jorge Calmon.

O mercado conta com dois pavimentos. Com a reforma, cuja intervenção tem duração prevista para quatro meses, serão criados três espaços: o térreo, direcionado para comércio diversos e serviços; o primeiro andar, que ficará com o projeto Boca de Brasa e a Prefeitura-Bairro; e a área externa, destinada à feira livre. O piso térreo, que é destinado para comércios diversos e serviços, tem capacidade para 69 boxes. O mercado tem uma área de aproximadamente 4 mil m², com todos os critérios de acessibilidade para permitir a locomoção de pessoas com deficiência.

O prefeito salientou que, para recebimento dos novos equipamentos, já foi acordado com os permissionários de que alguns atuarão na área externa e, se for necessário, também pode ser utilizada a área do subsolo, hoje usado preferencialmente para estacionamento. “O importante é que todos os permissionários vão ter assegurados os próprios espaços para trabalhar, sem que isso prejudique a convivência com os dois outros equipamentos. Essa será uma obra relativamente rápida e que será acompanhada com toda a atenção”, pontuou ACM Neto.

Após o incêndio criminoso, os permissionários que tiveram seus boxes danificados foram ressarcidos dos prejuízos. Os que preferiram continuar no mercado foram realocados para o térreo. "Desde que ocorreu o incidente, estamos estudando formas de reaproveitar melhor o espaço, de modo a atrair ainda mais pessoas ao local. Por conta disso, decidimos levar a Prefeitura-Bairro e o Boca de Brasa para lá. Dessa forma, devido à oferta de serviços e cultura, a expectativa é receber até mil pessoas todos os dias. Além disso, levaremos cidadania, revelando artistas do bairro", explica o titular da Semop, secretário Marcus Vinícius Passos.

As obras serão realizadas sob a coordenação da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), por meio da Superintendência de Conservação e Obras Públicas (Sucop). Já o projeto arquitetônico foi desenvolvido pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF).

Serviços ao cidadão – Buscando aproximar os serviços municipais do cidadão, que já não precisa sair de perto de sua residência para realizar atividades como marcação de consulta, confecção do cartão do SUS, farmácia popular, inscrição no Bolsa Família ou intermediação de mão de obra, a Prefeitura-Bairro de Cajazeiras atende, em média, 800 pessoas por dia. O imóvel da antiga Prefeitura-Bairro (Rua Estrada da Paciência, s/n, Cajazeiras VIII), que era locado, será devolvido ao proprietário, encerrando as atividades no local.

Cultura – O Espaço Cultural Boca de Brasa terá 500 metros quadrados de área e capacidade para 230 espectadores. O projeto, gerido pela Fundação Gregório de Matos (FGM), disponibilizará cursos de formação artística, oficinas, workshops e demais interações artístico-culturais, que serão oferecidas de forma gratuita para a comunidade. Este será o segundo Espaço Cultural Boca de Brasa construído pela Prefeitura: o primeiro funciona nas instalações do Subúrbio 360, em Coutos. Outros três projetos já são realizados na cidade com o apoio da FGM – no Bairro da Paz, em Cajazeiras VIII e no Candeal.

Criado em 1986, a iniciativa foi retomada pela administração municipal em 2013. De lá para cá, foram realizadas mais de 20 edições, com público de aproximadamente 50 mil pessoas, 120 oficinas realizadas e 2,3 mil agentes culturais atendidos em 20 bairros, de forma itinerante. Em 2017, a FGM lançou o edital Espaços Culturais Boca de Brasa, concedendo aporte financeiro a três propostas voltadas ao aprimoramento, dinamização e/ou ampliação das atividades artístico-culturais desenvolvidas em espaços culturais já existentes, com projetos tocados por organizações das próprias comunid

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑