Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 2 de maio de 2018

NEOJIBA no TCA de maio traz Ricardo Castro como solista

O concerto reune a Orquestra Juvenil da Bahia, a Orquestra Castro Alves e o Coro Juvenil

Depois de estrear em abril com ingressos esgotados, a série NEOJIBA NO TCA, em sua segunda edição, traz ao palco do Teatro Castro Alves as principais formações do Programa: Orquestra Juvenil da Bahia, Orquestra Castro Alves e Coro Juvenil. O concerto acontece na quinta-feira, dia 03 de maio, às 19h, e os ingressos custam R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia). Em 2018 a série NEOJIBA no TCA conta com o patrocínio do Laboratório Sabin, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura do MINC.

Com o tema Contrastes, o concerto apresenta obras europeias e latino-americanas de diferentes séculos. O pianista e maestro Ricardo Castro será solista no Concerto para Piano e Orquestra em lá menor, de Robert Schumann. A Orquestra Juvenil da Bahia se apresenta sob a regência do diretor musical do NEOJIBA, Eduardo Torres, e do maestro venezuelano Eduardo Salazar, e acompanhará o Coro Juvenil nos dois movimentos iniciais da cantata Christ lag in Todesbanden, de Johann Sebastian Bach. Já a Orquestra Castro Alves estará sob a regência do maestro Marcos Rangel. Compositores como Camargo Guarnieri, Alberto Ginastera, Gustav Holst e Giuseppe Verdi, além de Schumann e Bach, estão no programa da noite. Destaque para Abertura Festiva, de Guarnieri; Suíte Estancia, de Ginastera; e Júpiter, o mensageiro da alegria, de Holst.

“Neste concerto os contrastes serão percebidos entre uma primeira parte com música da Europa, e uma segunda com música latino-americana. Será a primeira vez que a nova formação da OCA se apresenta no palco do TCA. Também será a primeira vez que o Coro Juvenil do NEOJIBA interpreta um coro de uma cantata de Bach, e escolhemos um dos mais significativos. Além disso, a nova formação da Orquestra Juvenil da Bahia toca pela primeira vez uma peça que fez parte do repertório da primeira turnê europeia da orquestra: Sensemayá, de Silvestre Revueltas”, revela o maestro Eduardo Torres.

A nova Orquestra Castro Alves é atualmente formada por integrantes dos Núcleos de Prática Musical do NEOJIBA, que se reúnem às quartas e sábados para ensaios. Para o regente Marcos Rangel, este novo formato aproximou os Núcleos da OCA. “Neste modelo eu percebo que a semente pedagógica do trabalho que realizamos na orquestra frutifica nos espaços do NEOJIBA espalhados pelos bairros de Salvador esses meninos e meninas da OCA retornam aos seus Núcleos como lideranças para as crianças que estão entrando agora”, conta o maestro, que é também um dos coordenadores do Programa.

Programa NEOJIBA
Criado em 2007 como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, o NEOJIBA (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) tem por objetivo promover o desenvolvimento e a integração social, prioritariamente de crianças, adolescentes e jovens em situações de vulnerabilidade, por meio do ensino e da prática musical coletivos. O NEOJIBA beneficia cerca de 4.600 crianças, adolescentes e jovens em todo o estado da Bahia. É uma ação da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e seu diretor fundador é o maestro e pianista Ricardo Castro.
SERVIÇO
NEOJIBA no TCA
Orquestra Juvenil da Bahia
Coro Juvenil do NEOJIBA
Orquestra Castro Alves
Solista: Ricardo Castro
Regência: Eduardo Torres, Eduardo Salazar e Marcos Rangel
Teatro Castro Alves
03 de maio (quinta), às 19h
R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia)

Programa
Orquestra Castro Alves
Gustav Holst (1874 – 1934) – “Júpiter, o mensageiro da alegria" da Suíte Os Planetas (arr. V. Leidig)
Giuseppe Verdi (1813- 1901) – "Grande Marcha" da ópera " Aida" (arr. M. J. Isaac)
Regência: Marcos Rangel

Orquestra Juvenil da Bahia & Coro Juvenil do NEOJIBA
Johann Sebastian Bach (1685 - 1750) - "Cristo lag em Todesbanden", Cantata BWV 4
I – Sinfonia
II - Versus 1
Regência: Eduardo Torres

Orquestra Juvenil da Bahia
Robert Schumann (1810 – 1856) – Concerto para Piano e Orquestra em lá menor, op. 54
I - Allegro carinhoso 
II - Intermezzo: Andantino gracioso 
III - Alegre animada 
Piano: Ricardo Castro
Regência: Eduardo Torres

Silvestre Revueltas (1899 – 1941) – Sensemayá
Camargo Guarnieri (1907 – 1993) – Abertura Festiva
Alberto Ginastera (1916 – 1983) – Estancia: 4 Danças, op.8a
I - Trabalhadores Agrícolas 
II - Danza del Trigo 
III - Os peões do tesouro 
IV - Dança Final (Malambo)
Regência: Eduardo Salazar

0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑