Seja bem-vindo. Hoje é

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Casa adaptada para idosos previne quedas que podem ser fatais


Segundo pesquisa, banheiro é o local menos seguro; 20% dos que fraturam o fêmur morrem em um ano

         
A maioria dos idosos vítimas de fraturas causadas por quedas se feriu dentro da própria casa, constatou pesquisa da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot). O banheiro foi apontado como o cômodo de maior risco.

"O resultado mostra como é importante adotar medidas para tornar a casa um ambiente seguro para o idoso", afirma o ortopedista Renato Graça, membro da Sbot. A entidade desenvolve há dez anos, em parceria com a arquiteta Cibele Barros, o projeto Casa Segura (www.casasegura.arq.br), com orientações de como adaptar ambientes de forma a reduzir a possibilidade de acidentes.

Graça alerta para o risco que uma fratura de fêmur representa para a terceira idade. "Cerca de 20% das vítimas morrem dentro de um ano, pois esse tipo de fratura prende o idoso na cama e isso acaba causando problemas pulmonares e uma descompensação do quadro clínico", explica.

"O consenso entre ortopedistas é que a vítima deve ser operada dentro de 24 horas, pois com a colocação de placas e parafusos a dor passa e o idoso consegue se movimentar. Mas a cirurgia nem sempre é possível por causa das condições de saúde do paciente. O ideal é prevenir."

Qualquer residência pode ser adaptada ao conceito Casa Segura, diz a arquiteta. "O custo vai depender do estado físico em que a pessoa se encontra e se há necessidade de adaptações para cadeira de rodas, por exemplo." Mas, afirma Cibele, há coisas simples que poderiam ser sempre seguidas, como retirar tapetes, liberar o espaço entre os móveis e fixá-los ao chão ou à parede para que não escorreguem caso a pessoa se apoie. Outras providências seriam a de elevar o vaso sanitário para que o esforço para sentar e levantar seja menor, colocando barras de apoio, usar piso antiderrapante e tapete com ventosas dentro do box.

NOVA VIDA

Nessa faixa etária, quando os filhos já seguiram seu caminho, é comum as pessoas trocarem suas casas por apartamentos menores. "Se a reforma feita antes da mudança levar em conta conceitos de acessibilidade e segurança, a pessoa já se previne para os anos que virão."

Esse foi o objetivo da empresária Claudia Valente quando decidiu morar sozinha e reformar o apartamento em que sua mãe - com mais de 70 anos - e sua tia - com mais de 90 - iriam morar, na zona sul da capital.

"A casa tem de ser um lugar de conforto, deve diminuir a sensação de limitação que a idade traz. Fazer essas adaptações é muito mais uma questão de cuidado e atenção do que de dinheiro", afirma. Entre os itens que destaca estão a instalação de piso antiderrapante, redes de segurança nas janelas, maçanetas arredondadas e fáceis de abrir, armários sem puxadores e cores estimulantes nas paredes.

Outra forma de diminuir o risco de fraturas é prevenir a osteoporose, diz o ortopedista Renato Graça. "A pesquisa aponta que 75% das vítimas são mulheres, mais suscetíveis após a menopausa."

Foram ouvidos 174 idosos com fraturas de fêmur, ombro e braço em vários hospitais do Rio. Desses, 52% afirmaram ter caído em casa, 41% na rua e 7% em outros lugares. Entre os cômodos, o banheiro vem em primeiro, com 18%, seguido pelo quarto, (16%) e pela sala (13%).


Karina Toledo, O Estadao de S.Paulo
           


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑