Seja bem-vindo. Hoje é

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Costura industrial possibilita nova perspectiva a mulheres em Saramandaia

A agente comunitária de saúde e proprietária de uma loja no ramo de aluguel de trajes para festas em Saramandaia, Djaci Barcelos, 47 anos, queria um novo desafio para a carreira profissional. No Centro de Convivência Socioassistencial da Fundação Cidade Mãe (FCM), situado no bairro, Djaci descobriu a costura industrial através do curso gratuito oferecido pela instituição, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).



“Nunca me interessei por costura, sempre achei coisa de velho. Quando entrei aqui, não sabia nem colocar uma linha na agulha e, agora, percebo que esta oportunidade está sendo uma experiência muito válida. O conhecimento que estou adquirindo aqui vou levar para a minha vida, independente do trabalho”, destacou Djaci, que começou a atividade em junho deste ano.



O curso de costura industrial é apenas uma das atividades ofertadas pela Prefeitura nas unidades da FCM para crianças, jovens e adultos. No centro de convivência da Saramandaia, por exemplo, ainda há atividades como dança, artes visuais, teatro e informática básica, sendo que este último é associado à grade curricular de todas as demais atividades.



A professora do Senai Simone Fidalgo é responsável pela turma composta por 50 alunas que aprendem nos turnos diurnos o ofício da costura. Ela explica que o foco da atividade é promover um conhecimento para ser aplicado no mercado de trabalho. “Na indústria, as costureiras trabalham por pedaços de peças, ou seja, uma fica responsável pelo fechamento, outra por bolsos e assim por diante. Aqui elas aprendem o manuseio da máquina, a controlar o equipamento, fazer costuras retas e o acabamento em overloque”.



Simone ainda acrescentou que, no decorrer do curso, as alunas vão desenvolver costuras retas e paralelas de diversas larguras, todos os tipos de bolsos e golas e peças inteiras como camisas, calças, shorts e saias, sempre seguindo o método industrial. Isso vai assegurar que elas estejam aptas a desenvolver as atividades nesta área com eficiência, precisão e qualidade.



Para a presidente da FCM, Roberta Nunes Caires, quando os trabalhos da instituição atingem os pais – já que os espaços tem foco no atendimento de crianças, jovens e adolescentes vulneráveis – a FCM ganha força. Isso porque é no seio familiar, destacou, que surgem as transformações sociais.



“Para a gente é muito motivador e importante ver que nosso trabalho gera frutos, como essa capacitação de mulheres que antes desempenhavam outro tipo de atividade ou até mesmo nunca trabalharam. Ao ofertar cursos, a FCM ajuda a promover mudanças e se torna um braço no corpo da questão econômica e na distribuição de renda da população", reforçou.



Oportunidade – Jovens que desejem se capacitar nos cursos de Auxiliar Administrativo (matutino) ou de Pintor de Obras (vespertino), que serão ministrados no Centro de Convivência Socioassistencial Canabrava, já pode efetuar a inscrição. Para o curso voltado a área administrativa, é preciso ter ensino médio incompleto e a idade mínima de 15 anos. Já na atividade voltada para pintura de obras é necessário ter a partir do 5º ano do ensino fundamental e idade mínima de 18 anos.



Ambos os cursos iniciarão as atividades no dia 6 de agosto e possuem carga horária de 160 horas. Os documentos necessários para inscrição são: cópia do RG, CPF, comprovante de residência e de escolaridade além de declaração de baixa renda escrita a punho pelo próprio aluno. O Centro de Convivência Sociassistencial de Canabrava está localizado na Rua Artêmio Valente (antiga estrada de Canabrava), s/n, próximo ao Estádio Manoel Barradas (Barradão).


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑