Seja bem-vindo. Hoje é

sábado, 28 de julho de 2018

FNMA realiza capacitação para representantes de municípios aptos

FNMA realiza capacitação para representantes de municípios aptos a concorrer à edital de mudanças climáticas em áreas urbanas

O objetivo do edital é selecionar propostas de iniciativas socioambientais de redução de vulnerabilidade às mudanças do clima nessas regiões



O Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA) e o Fundo Nacional sobre Mudanças Climáticas (FNMC), com apoio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), realizou, nos dias 26 e 27 de julho, em Salvador, uma capacitação para gestores e técnicos ambientais de 93 municípios do estado da Bahia listados no anexo I do edital dos fundos nacionais do Meio Ambiente e de Mudança do Clima.



Na oportunidade, foram apresentadas as propostas, metodologias, planejamento orçamentário e, principalmente, a inclusão dos conceitos de educação ambiental para elaboração dos projetos que serão apresentados pelos municípios. Também foram esclarecidas todos os pontos referentes ao edital a fim de auxiliar os representantes na construção das propostas.



À frente da capacitação realizada em Salvador, a Diretora do Fundo Nacional do Meio Ambiente, Miriam Miller, ressalta que esse tipo de processo sempre é realizado pelo FNMA. “Por mais que o edital seja uma cartilha didática, sabemos que nem sempre ficarão claro para as pessoas como nós gostaríamos. Essa é uma oportunidade de esclarecer tudo que está no edital, para que todos entendam exatamente como apresentar uma proposta viável. Entendemos que todos que participam de uma capacitação como esta, saem em condições muito melhores para ter os seus projetos aprovados” afirmou.



A representante da Diretoria do Meio Ambiente do município de Maracás, Iala Queiroz, se disse surpresa ao constatar que sua cidade estava listada entre as mais vulneráveis do estado, porém enxerga com bons olhos a oportunidade de participar desse projeto. “Com esses recursos, teremos a oportunidade de realizar um trabalho ambiental interessante no município. O nosso maior desafio é pensar de que forma essas iniciativas poderão ser revertidas em áreas urbanas e como essas ações podem contribuir para a adaptação da região às mudanças climáticas”.



De acordo com a diretora de Educação Ambiental para a Sustentabilidade da Sema (Dieas), "O objetivo é que os gestores e técnicos ambientais participem desse processo. Que eles apresentem projetos que possam impactar de forma positiva nas mudanças do clima, que é um tema muito recorrente hoje em dia. Foram selecionados os municípios considerados mais vulneráveis do nosso estado, segundo estudos realizados pelo Ministério do Meio Ambiente. Essa capacitação de dois dias servirá para tirar todas as dúvidas pertinentes ao edital em questão” completou.



De acordo com o edital, cada proposta deve conter estratégias para participação dos municípios e iniciativas ligadas à educação ambiental, no sentido de contribuir com a adoção de hábitos sustentáveis pela população urbana. Cada projeto pode ter o valor entre R$ 300 e R$ 500 mil, não reembolsáveis. O prazo de execução é de no mínimo 18 meses e no máximo de 36 meses. Os temas são: Áreas verdes urbanas e gestão de áreas legalmente protegidas; Manejo de água e segurança hídrica; Agricultura urbana, segurança alimentar e nutricional.


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑