Seja bem-vindo. Hoje é

quarta-feira, 1 de agosto de 2018

O Brasil todo sabe que me aposentei, e agora MP?

Informações sigilosas continuam vazando do INSS para financeiras e bancos. 



Tal absurdo acontece atualmente comigo, amigos! Eu ainda não recebi a ¨Carta do INSS¨ e meu telefone não para de tocar! Todos sabem que me aposentei, sabem meu salário, onde tenho conta, minha margem de consignação, etc, etc... 

São ligações do Brasil todo! Tenho tudo documentado, desabafa a jornalista D.M.

Está pensando em se aposentar? Se prepare! Seus dados serão expostos para várias ficanceiras e seu telefone não lhe dará sossego!

É um mistério! Trabalhadores que deram entrada no pedido de aposentadoria nem receberam a resposta do INSS e, acredite: já estão recebendo ofertas de crédito consignado para aposentados. O Ministério Público precisa investigar e punir os culpados.

O perigo maior está aí! Se eles têm acesso aos nossos dados, a porta está aberta para que terceiros façam empréstimos em nossos nomes .sem nosso conhecimento! 

Vários beneficiários recém-aposentados também foram procurados por bancos e financeiras e decidiram denunciar o caso. O Ministério Público Federal abriu uma investigação e diz que o Código de Defesa do Consumidor proíbe o compartilhamento desse tipo de informação, sem a autorização do cliente, mas o problema continua!.

O Ministério Público quer saber como essas informações do INSS estão se espalhando para tantas outras instituições financeiras que não têm nada a ver com o pagamento do benefício.

O INSS diz que os dados dos segurados são mantidos em sigilo e que não fornece qualquer dado pessoal a outras instituições que não sejam as responsáveis pelo pagamento da aposentadoria, mas como se explica tal fenômeno? 

O Ministério da Previdência orienta que os segurados procurem a ouvidoria ou liguem para o número 135 se quiserem registrar alguma denúncia.

Como é que pode? Informações sigilosas que até o próprio trabalhador desconhece já estão nas mãos das financeiras. É um assédio.

Esse tipo de informação – dados pessoais, detalhes do processo no INSS – só podem ser compartilhados com autorização de quem pediu a aposentadoria.

O Ministério Público precisa investigar urgetemente como esses dados estão sendo repassados para instituições financeiras que nem estão ligadas com o pagamento do benefício.

Muitos brasileiros que deram entrada na aposentadoria estão denunciando um abuso. Bancos e financeiras oferecem crédito consignado antes mesmo de o INSS avisar para a pessoa que ela conseguiu o benefício.

Dentro dos limites do bom senso, não existe problema algum se uma empresa liga para oferecer produtos a um cliente. A questão é que alguns bancos e financeiras estão fazendo ofertas insistentes a partir de informações que são sigilosas. O absurdo é tamanho que, em alguns casos, não dá tempo nem do comunicado oficial chegar. É o atendente do telemarketing quem avisa que a pessoa conseguiu se aposentar.


“Você vai receber uma carta de que você está aposentada e nós te oferecemos um empréstimo consignado. Nas primeiras eu atendia, respondia, depois eu comecei a ficar irritada, porque o meu telefone não parava”, disse.

Mas o que causou mais espanto foi o alcance da notícia. O Brasil inteiro já sabe que você se aposentou. É DDD 11, de São Paulo, 81, 92, enfim...”,

Ao contrário do que dizem algumas empresas, o INSS não faz parcerias para compartilhar informações sigilosas. Esse tipo de vazamento é crime. Mas continua acontecendo.

“Quando esses dados vazam no mercado, é porque alguém com informação privilegiada contou para uma financeira ou de alguma maneira esses dados foram hackeados na base do INSS. Isso é uma denúncia criminal. Fazer um boletim de ocorrência, procurar uma associação de defesa do consumidor, a Ouvidoria do INSS ou o Ministério Público Federal”, explicou Henrique Liam, diretor do Proteste, Associação de Defesa do Consumidor.

“Qualquer vazamento deve ser apurado como um ilícito funcional, se for o caso, ou até mesmo um ilícito penal. O INSS resguarda o sigilo das suas informações em sistemas próprios para tanto. Caso seja constatado qualquer espécie de vazamento, o INSS adotará, tomará as medidas necessárias”, afirmou o coordenador de Reconhecimento de Direitos do INSS, Moisés Oliveira Moreira.

A Federação Nacional dos Bancos declarou que os bancos trabalham com critérios rígidos de confidencialidade para garantir o sigilo das informações, que as empresas não endossam práticas que estejam em desacordo com as normas do sistema bancário para a concessão responsável de crédito e que os clientes prejudicados podem procurar a instituição que fez a oferta para denunciar as irregularidades.

Vamos

A Ouvidoria da Previdência também recebe denúncias. O telefone é o 135.


0 comentários :

 
SALVADOR NOTÍCIAS - Notícias, Reportagens, Cultura e Entretenimento.
Todos os direitos reservados desde 2003 / Salvador - Bahia / . Contato: redacao@salvadornoticias.com
- Topo ↑